sexta-feira, 28 de Fevereiro de 2014 04:36h Atualizado em 28 de Fevereiro de 2014 às 04:41h. Carla Mariela

Justiça Eleitoral precisa de 190 mil mesários voluntários para a eleição de 2014

O projeto de mesários voluntários foi implantado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE/MG) em 2004.

Como este ano é um ano eleitoral, serão necessários 190 mil mesários voluntários para a realização da eleição no Estado. Os mesários irão colaborar com o seu trabalho no dia em que cidadãos escolherão os seus representantes.
De acordo com informações do Tribunal a inscrição é realizada de forma espontânea de eleitores para trabalhar como mesários. Caso o cidadão inscrito seja selecionado ele terá que seguir as mesmas regras dos demais mesários e terá que comparecer obrigatoriamente no dia da eleição.
Apesar de ter que comparecer na data estipulada, o mesário nomeado terá alguns benefícios como, por exemplo, direito de se ausentar do trabalho pelo dobro dos dias trabalhados na eleição e em que participar de treinamentos ministrados pela Justiça Eleitoral para o exercício da função (lei de número 9.504/97, artigo 98). Além disso, o mesário selecionado vai receber auxílio alimentação no 1º turno das eleições e se houver 2º turno também. O trabalho como mesário pode valer também como critério de desempate em concurso público, caso haja esta previsão no edital.
Entretanto, o principal objetivo do mesário é fazer com que o eleitor exerça o seu direito de votar. Não pode ser mesário: os candidatos e seus parentes, os membros dos diretórios políticos, as autoridades e agentes policiais (funcionários de cargos de confiança) e eleitores menores de 18 anos.
Para a inscrição a pessoa deve acessar o link http://www.tre-mg.jus.br/eleitor/mesario/inscricao-mesario-voluntario e informar o número do título de eleitor, a data de nascimento e digitar algumas letras que são solicitadas e em seguida clicar em confirmar.
Para quem ainda não regularizou o título eleitoral:
Conforme informações do calendário de 2014, o prazo máximo para regularizar o título de eleitor é no dia 07 de maio. Esta data vale também para o eleitor que mudou de residência dentro do município, uma vez que este deve pedir a alteração no seu título eleitoral. Além disso, esta data é o último prazo para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida solicitar sua transferência de seção eleitoral.
Podem se alistar como eleitores os jovens que tenham ou que vão completar 16 anos até o dia da eleição que, esse ano, será no dia cinco de outubro (primeiro turno) e no dia 26 de outubro (segundo turno, caso haja). Aqueles que já tenham 18 anos completos ou que vão completar até o dia do pleito devem se alistar, sob pena de ficarem com a situação eleitoral irregular. Para verificar qual o endereço do cartório onde deve ser feito o alistamento, basta acessar o site do Tribunal: http://www.tre-mg.jus.br, e clicar em “zonas eleitorais”.  Os documentos necessários para requerer o título de eleitor são: qualquer documento com foto em que se possa verificar a idade mínima para se alistar e a condição do requerente de brasileiro nato ou naturalizado, comprovante de residência e, para os brasileiros do sexo masculino maiores de 18 anos, certificado de quitação do serviço militar. Vale lembrar que o certificado de reservista será cobrado apenas daqueles que completaram 18 anos em 2013, já que o prazo para se alistar no exército vai até 30 de junho.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.