quarta-feira, 4 de Dezembro de 2013 04:20h Carla Mariela

Lei que autoriza o Executivo desafetar via pública e permutar imóvel é aprovada

O projeto EM 067/2013 assinado por 13 vereadores foi incluso ontem na câmara municipal de Divinópolis. O projeto dá nova redação a uma lei que já foi aprovada na casa legislativa. Dá novo embasamento ao artigo 3º e 4º da lei 7.593 de 6 de setembro de 2012, que autoriza o Executivo a desafetar parte da via pública e permutar imóvel por obras a serem executadas pela empresa Liderança Empreendimentos.
O presidente da câmara, Rodyson Kristnamurti (PSDB), fez defesa do projeto, uma vez que ele fez o pedido de inclusão de urgência desta proposta. Segundo ele, daqui para frente não permitirá a forma que está sendo feita a articulação por parte do executivo com a câmara. “A partir de agora vai haver mais lisura, acredito no prefeito Vladimir Azevedo, mas não estou mais acreditando em algumas peças de secretarias, aqui não tem pegadinha para puxar para o lado A ou B. Está na hora de fazer uma reforma administrativa. Aqui tem vereadores sérios. O que nós queremos é articulação da prefeitura com o legislativo para que juntos possamos debater os projetos”, afirmou.
Ainda de acordo com o presidente, o vereador Anderson Saleme foi feliz em falar que o que estava sendo votado naquele momento era uma nova redação que já foi aprovada na legislatura passada. “O que está faltando é cumprimento com a obrigação do executivo, o empresário José Alonso Dias quer pagar para o município, e para ele pagar nós temos que mudar o texto do projeto e mensagem modificativa. O que não podemos é prejudicar a população que vai alcançar este benefício, como por exemplo, a rua Afonso Pena que liga a rua onde fica localizada a Adefom, ali é uma rua com piso ruim e esta sendo asfaltada vai dar mais acesso à instituição que é a Adefom”, ressaltou.
Mesmo sendo da base, o vereador Adilson Quadros (PSDB) também fez o seu desabafo em relação ao Poder Executivo. O parlamentar, Dr. Delano Santiago (PRTB), disse que a falta de respeito por parte da prefeitura começou no dia 1º deste ano. Dr. Delano ainda afirmou que os seus pares não tem conhecimento deste projeto que foi colocado em pauta. Adair Otaviano (PMDB) assegurou que assim como no passado ele iria votar a favor do projeto, uma vez que ele concorda com a mudança que seria feita. Outros vereadores também se pronunciaram. Após debates entre eles, o projeto foi aprovado com 13 votos favoráveis.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.