quarta-feira, 13 de Novembro de 2013 12:31h

Magno Malta defende a adoção do voto aberto no Legislativo

O senador Magno Malta (PR-ES) defendeu em Plenário, nesta quarta-feira (13), a aprovação da proposta de emenda à Constituição (PEC) 43/13, que acaba com o voto secreto nas deliberações do Congresso Nacional, das assembléias legislativas, da Câmara Legisl

O senador Magno Malta (PR-ES) defendeu em Plenário, nesta quarta-feira (13), a aprovação da  proposta de emenda à Constituição (PEC) 43/13, que acaba com o voto secreto nas deliberações do Congresso Nacional, das assembléias legislativas, da Câmara Legislativa do Distrito Federal e câmaras de vereadores.
Para Magno Malta, o Congresso já deveria ter deliberado sobre a matéria em razão do grande avanço que ela representa para a democracia brasileira.
- Achamos que não temos mais tempo para isso [votar a PEC do voto aberto]. O limite do tolerável já foi, já passou, já dançou. A sociedade espera que nós assumamos nossas posições claramente diante de qualquer situação, ainda que seja a mais polêmica de todas. Mas que assumamos, diante das pessoas, os nossos votos, as nossas posições em nome daqueles que nos elegeram - disse.
Policiais militares
No mesmo pronunciamento, Magno Malta repercutiu matéria de capa publicada hoje pelo jornal capixaba A Gazeta com o título “Maioria dos PMs faz bico".
Reconhecendo o direito dos PMs de terem um segundo trabalho visando melhorar os seus rendimentos, Malta observou que pelo menos 60% dos cabos e soldados do Espírito Santo fazem trabalho de segurança privada nos dias de folga para complementar o salário.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.