quarta-feira, 21 de Agosto de 2013 06:11h

Manifestantes lotam Câmara dos Deputados

Centenas de manifestantes lotaram, ontem, o Salão Verde da Câmara dos Deputados, os plenários e o corredor das comissões, além das entradas do Congresso Nacional para pressionar os parlamentares a votar matérias de seu interesse.

Centenas de manifestantes lotaram, ontem, o Salão Verde da Câmara dos Deputados, os plenários e o corredor das comissões, além das entradas do Congresso Nacional para pressionar os parlamentares a votar matérias de seu interesse.


No Salão Verde, estão, de um lado, policiais, que defendem a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300, que estabelece o piso nacional para policiais militares e bombeiros, e de outro, médicos, que querem a derrubada do veto ao Projeto de Lei do Ato Médico, e profissionais de 13 categorias da área de saúde, que defendem a manutenção do veto.
Com cartazes em que defendem seus interesses, os manifestantes usam apitos e equipamentos que emitem som parecido com o da vuvuzela, usada pelas torcidas nos estádios da África do Sul, durante a Copa do Mundo de 2010.


Médicos e outros profissionais da área de saúde também ocupam a Chapelaria. Os plenários e corredores das comissões foram tomados por indígenas, que são contra a PEC que transfere ao Congresso o direito de homologar terras indígenas.
Do lado de fora, a Polícia Militar formou um cordão de isolamento para evitar a entrada de mais manifestantes no prédio do Congresso. Segundo os manifestantes, os policiais chegaram a usar spray de pimenta para conter os que tentavam entrar no prédio.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.