terça-feira, 16 de Outubro de 2012 09:36h Atualizado em 16 de Outubro de 2012 às 09:46h. Gazeta do Oeste

Marcos Valério não escapou de nenhuma acusação

Com a condenação ontem por evasão de divisas ao coordenar operações de câmbio e remessa de recursos para uma conta de Duda Mendonça, ele foi considerado culpado de todas as imputações até agora.

Em 10 semanas de julgamento, até agora os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) divergiram em vários pontos, com muito bate-boca. Num aspecto, no entanto, há consenso: a participação de Marcos Valério em todos os crimes descritos pela Procuradoria Geral da República na denúncia. Até agora, o empresário não escapou de nenhuma acusação.

 

Com a condenação ontem por evasão de divisas ao coordenar operações de câmbio e remessa de recursos para uma conta de Duda Mendonça, ele foi considerado culpado de todas as imputações até agora. Ele vai pagar pelos crimes de evasão de divisas, corrupção ativa de vários políticos, peculatos e lavagem de dinheiro.

 

Falta apenas uma acusação da denúncia contra Valério a ser apreciada: a de formação de quadrilha, último item do cronograma previsto pelo relator Joaquim Barbosa. Nesse ponto, dificilmente ele vai escapar. Em vários pronunciamentos, os ministros se referem ao caso como organização criminosa. Valério seria o principal operador. Ele participou dos desvios de recursos no Banco do Brasil e da Câmara dos Deputados com contratos de suas agências, foi o intermediário de empréstimos simulados Rural para o PT e corrompeu políticos da base aliada do governo Lula. Também pagou Duda Mendonça com dinheiro desviado por meio de transferências ilegais para o exterior.

 

Com esse olhar dos ministros, Valério só conseguirá se livrar de uma pena severa, que pode ultrapassar 30 anos de cadeia, se tiver a condescendência dos ministros na fase de dosimetria da pena, quando é definida a punição para cada crime.

 

Se os ministros aplicarem a pena mínima (dois anos) para evasão de divisas, corrupção ativa e peculato, Valério não responderá por esses ilícitos, uma vez que eles estarão prescritos. Segundo o Código Penal, penas de até dois anos perdem o efeito caso sejam aplicadas quatro anos após o recebimento da denúncia. Mesmo assim, Valério terá de cumprir pena pelas condenações de lavagem de dinheiro que, mesmo no mínimo legal, não estará suspensa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.