Militão é reeleito presidente do PSDB Municipal

Reeleição do prefeito Vladimir Azevedo e popularização são metas principais do partido

Luiz Gonzaga Militão estará novamente à frente do PDSB Municipal na gestão 2011/2013. A decisão foi acertada durante a eleição do Diretório Municipal, da Comissão Executiva, dos membros do Conselho de Ética e Disciplina e dos delegados a Convenção Estadual do PSDB realizada no último sábado (7). A reeleição representa um marco no partido, visto que o mesmo não tem a tradição de reeleger, consecutivamente, um mesmo candidato à presidente. Para Militão a reeleição aumenta sua responsabilidade perante os desafios do PSDB Municipal e já adianta como prioridade de sua gestão a reeleição do prefeito Vladimir Azevedo e o trabalho para aumentar a popularidade da social democracia, difundindo cada vez mais o ideal do PSDB no meio popular.


Ao lado do presidente, compondo a gestão 2011/2013 está Antônio Luiz Arquetti Faraco Júnior como vice-presidente, Maria Izabel da Silva como secretária e Maria Laurita dos Santos como tesoureira. Para Militão essa “cara nova” dada a Executiva do PSDB tem o objetivo de melhorar a performance do PSDB junto ao povo. “A entrada de Faraco, secretário de governo, como vice-presidente é uma forma de oportunizar a um grande líder político e intelectual, que tem na alma o anseio de trabalhar pelas massas e a Maria Isabel como secretária é a presença feminina ocupando e demonstrando sua capacidade de liderança no espaço na política”, ressaltou.


Para o deputado federal, Domingos Sávio, a reeleição representa que o partido vive um clima de união e harmonia o que é oportuno, visto que o PSDB tem a responsabilidade de liderar um processo de transformação em Divinópolis. “Estamos chegando ao Centenário de Divinópolis e temos a consciência da responsabilidade que o PSDB tem na cidade e, portanto nesse espírito de trabalho, de união nós decidimos dar sequência ao trabalho sério do Luiz Militão. Ele consegue manter o grupo unido e faz com que todos estejam motivados para trabalhar para a nossa cidade, liderados pelo nosso prefeito Vladimir Azevedo”, declarou.


Vladimir Azevedo ressaltou o perfil de Militão como justificativa para manutenção do militante na presidência e adiantou que essa permanência será importante para o trabalho da sua reeleição a prefeito no próximo ano. “É uma pessoa que entende de política, antenado com as bases e que faz a articulação com movimento comunitário, que representa o sentimento de estar mais perto das comunidades, dos bairros, que é um dos propósitos do PSDB no poder, através da minha pessoa como prefeito. E já estamos no período importante de já preparar a articulação da reeleição no ano que vem, aprimorando essa relação, de modo a aumentá-la”, declarou.

 

 

Desavenças

 

Questionado se as desavenças de posicionamento na Câmara Municipal de Divinópolis dos vereadores Rodyson do Zé Milton e Beto Machado, após a eleição da mesa diretora da casa, seria um desafio a ser superado nessa nova gestão, Militão afirma que sim e de imediato. “Na verdade há um problema mais pessoal do que ideológico, já estamos trabalhando nesse propósito e daqui para frente iremos intensificar o trabalho para colocá-los em harmonia dentro do partido”, declarou.


Para o deputado Domingos Sávio é comum ocorrerem algumas situações de divergência de posicionamento, visto que a casa legislativa é local onde se debate e apresenta idéias, mas é importante separar as divergências pessoais das ideológicas. “Não podemos reprimir o debate, as divergências no campo das idéias. O que não pode ocorrer é no campo pessoal, e deixar que isso contamine o projeto de um partido e de uma cidade, aí seria um equívoco. Tenho certeza que nenhum dos vereadores nossos, por mais que possam ter diferenças de ideias, isso não irá contaminar o nosso trabalho pelo partido e pela nossa cidade”, ressaltou o deputado.


Para o prefeito Vladimir Azevedo também é um desafio amenizar a relação pessoal dos dois vereadores. “Já estamos trabalhando para a cicatrização dessas feridas, para melhorar esse ambiente pessoal, que quer queira quer não reflete no institucional. São dois grandes companheiros, com perfis distintos, mas ambos comprometidos não só com o partido, mas com o mandato e com uma missão maior que é de fazer conosco uma cidade melhor”, declarou.


Já para o vereador Rodyson a questão já está solucionada e afirma que inclusive foi realizada uma conversa interna no partido a respeito da questão com o presidente, deputado, prefeito, com membros da executiva e vereadores.  “Não vejo problema algum com ele, interno no partido, eu particularmente não. Admiro o trabalho dele, estou comungando com as ideias do partido e à disposição do partido”, declarou o vereador.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.