quinta-feira, 30 de Junho de 2011 13:23h Sarah Rodrigues

Minha Casa, Minha Vida II

Mais mil moradias devem ser construídas em Divinópolis

A segunda etapa do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ do Governo Federal lançado no último dia 16 deste mês poderá ter as operações iniciadas. Nesta semana a portaria que regulamenta esta etapa deverá ser definida pelo governo dando um aval para a Caixa Econômica Federal (CEF) iniciar as ações.


A segunda fase do programa prevê a construção de 2 milhões de unidades habitacionais entre 2011 e 2014, número que ainda pode ser ampliado em 600 mil a depender do andamento do programa. Serão investidos R$ 125,7 bilhões. A portaria irá formalizar questões técnicas do programa, como a definição de valores máximos dos imóveis para cada cidade.


A Caixa está aguardando a regulamentação da segunda fase do programa, para iniciar a operação com a primeira faixa de renda (até R$ 1,6 mil por mês na área urbana) neste ano. Segundo Teotônio Rezende, diretor de Habitação e Infraestrutura da Caixa Econômica Federal em entrevista à Agência Brasil na comparação com 2010 (excluídos os resultados referentes à primeira faixa de renda), o crescimento do crédito imobiliário da Caixa este ano é 17%. A expectativa do banco é fechar este ano com R$ 81 bilhões de novas contratações de crédito habitacional.


Muitos municípios ainda estão envolvidos com a primeira fase do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, como Divinópolis que deverá entregar o primeiro conjunto habitacional no mês de julho. O residencial Vila das Roseiras têm 463 moradias, segundo o prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) a entrega do conjunto deverá contar com a presença da Presidente da República Dilma Rousseff (PT). “Recebemos um comunicado do gabinete da senhora presidente da república, Dilma Rousseff manifestando o desejo de estar aqui no dia 27 de julho para conosco entregar o primeiro conjunto de casas nesta parceria do poder privado, do município e do Governo Federal, que têm com certeza, ganhado espaço para reduzir o déficit habitacional”. Azevedo ainda afirmou que a intenção do município é chegar até duas mil moradias com a segunda fase do programa. Até agora Divinópolis terá 1.272 residências construídas em três conjuntos.

 

 

SEGUNDA FASE

 

De acordo com o vice prefeito Francisco Martins (PDT), coordenador do programa em Divinópolis pelo menos mais mil moradias deverão ser construídas no município através da segunda fase do programa. Martins explica que o projeto foi lançado este mês e a cidade já possui as bases do programa. “Como nós assinamos com a Caixa a primeira etapa do programa estamos aptos a integrar o Minha Casa, Minha Vida II”.
Segundo Francisco o município ainda está fechando os documentos da primeira fase do programa, quando as moradias devem ser entregues no final do mês de julho.


O vice prefeito explicou que agora as construtoras deverão se interessar em realizar as obras da segunda fase, e o município estará aberto a todas as empresas. “Nós precisaremos de uma construtora e o terreno, ainda não temos nada definido, mas se Deus quiser até o final do ano já teremos todas as definições para assinar com a Caixa Econômica Federal a segunda etapa do programa”, frisou Martins.

 

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.