segunda-feira, 14 de Outubro de 2013 11:52h

Ministro defende avaliação dos instrutores e examinadores das autoescolas

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, defendeu a necessidade de avaliar os instrutores e examinadores que atuam na formação de novos motoristas em todo país. Ele tratou do assunto durante a reunião com o presidente da Associação Brasileira dos Fabric

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, defendeu a necessidade de avaliar os instrutores e examinadores que atuam na formação de novos motoristas em todo país. Ele tratou do assunto durante a reunião com o presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), Marcos Zaven Fermanian, na 12ª edição do Salão Duas Rodas, nesta sexta-feira (11/10), em São Paulo.

Segundo o ministro, os técnicos do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), órgão do Ministério das Cidades, estudam a possibilidade de incluir dois exames nacionais para avaliar instrutores e examinadores no país. “Com os exames será possível verificar os padrões dos órgãos executores para formar motoristas de qualidade”, disse o ministro das Cidades, na presença de 15 representantes do setor automotivo.

Durante a reunião, o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, apresentou dados do Hospital das Clínicas, em São Paulo, sobre acidentes envolvendo motocicletas. De acordo com o presidente, 21,3% dos acidentados com motos tem álcool e outras drogas nos resultados dos exames de sangue. Em relação ao número de acidentes em geral, 49% foram causados por motociclistas e 51% por outros veículos, sendo que apenas 77 vítimas estavam habilitadas. “84% dos acidentes são por imprudência, o que mostra o despreparo dos condutores”, afirmou Marcos Fermanian.

A Abraciclo é um dos parceiros do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes (Parada - Um Pacto pela Vida), campanha permanente de trânsito do Ministério das Cidades. Segundo o ministro das Cidades, esta parceria é muito importante para que o Brasil consiga atingir a meta de redução de 50% nos óbitos decorrentes de acidentes de trânsito, em dez anos, estabelecida pela Organização Mundial das Nações Unidas (ONU).

Participaram da reunião, os senadores Ciro Nogueira e Eduardo Braga, o diretor da Yamaha, Hilário Kobaiashi, o conselheiro da Abraciclo, Paulo Takeuchi, o Diretor Executivo da Abraciclo,  José Eduardo, o presidente da Dafra, Creso Franco, o Gerente de Homologações da Honda, Yutaka Fujikawa, e o Gerente de Relações Institucionais da Honda, Sérgio Barros.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.