terça-feira, 4 de Outubro de 2011 10:12h André Bernardes

Movimento estudantil começa a ser organizado em Divinópolis

Estudantes de Divinópolis se reuniram ontem a noite no Teatro Usina Gravatá para discutir a criação do movimento estudantil de Divinópolis. Depois de 20 anos sem um movimento na cidade, ontem eles realizarão a primeira Assembleia de Pré-Criação do Movimento Estudantil de Divinópolis (MED).
O evento contou do subsecretário da Juventude, Gabriel de Azevedo e do Presidente da União dos Estudantes do Estado de Minas Gerais (UEE), Rafael Leal, que esteve junto com representantes estudantis das faculdades e escolas da cidade para discutir assuntos relacionados aos estudantes do município. Welber Skaull, que está a frente do projeto da criação do movimento, conta que será uma luta pelos direitos e deveres dos estudantes. “O movimento dos estudantes é antiga em Divinópolis só que ninguém tomava frente. Então começamos com o projeto. Uma que vamos bater de frente, pois sabemos que vamos ter problema é a meia entrada que é uma lei estadual e federal e ela tem que ser para qualquer ingresso cultural”explicou. Welber disse que se o ingresso for promocional para todos, o estudante ainda paga meia entrada em cima deste valor. “O organizador da festa não tem o poder de ir contra a lei” finalizou.


Skaull conta que já existiu um movimento estudantil em Divinópolis, mas por falta de documentação, não será possível reativá-lo. O movimento depois de criado também irá ser o orgão regulador das carteirinhas de estudante.


Matheus Costa também está à frente da assembleia e explica que ela irá representar os estudantes de todos os níveis. “Através desta entidade que representa todos os estudantes dos cursos profissionalizantes, ensino médio, fundamental e universitário vai lutar pelos direitos e deveres dos estudantes, sem dúvida nenhuma vai somar para o bem de toda a sociedade” contou. Um assunto discutido na assembleia é a criação do meio passe, onde estudantes pagam apenas a metade do valor cobrado pelas empresas de transporte público no município. “Vamos lutar para que o estudante tenha o meio passe ou quem sabe o passe livre para os horários de aula e dez por cento do PIB investido para a educação” contou.


Foi formada uma comissão para a criação do estatuto do movimento em Divinópolis. Em seguida será escolhida uma data para a eleição da diretoria do movimento. “Vamos passar em todas as faculdades e escolas, pois todos poderão formar chapas para a eleição” explicou Matheus.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.