quinta-feira, 9 de Agosto de 2012 15:50h Carla Mariela

Oito candidatos a vereador não encaminharam 1ª prestação de contas para a Justiça Eleitoral

A 1ª prestação de contas parcial obrigatória das eleições 2012 por parte dos candidatos da chapa proporcional, da chapa majoritária e dos comitês partidários no Município de Divinópolis, já foram encaminhadas para a Justiça Eleitoral. Embora, as prestações tenham sido emitidas, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apresentou oito candidatos a vereador que não fizeram o encaminhamento.

 


De acordo com o TSE, os candidatos que não enviaram a prestação de contas foram: Saara Ribeiro Faria (PDT), Ricardo Paulo de Oliveira (PMDB), Décio Eustáquio de Barros (PSDC), Edimar Silvério de Miranda (PSOL), Rinaldo de Oliveira Porfírio (PTC), Suelly Lemos (PTC), Maria da Penha de Freitas (PV), Wellington da Cunha (PV).

 

Dentre os nomes divulgados pelo TSE, dois candidatos a vereador não estavam aptos para seguirem na campanha política, conforme, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE/MG).  Décio Eustáquio de Barros renunciou à candidatura e já Edimar Silvério de Miranda teve a candidatura indeferida (o motivo do indeferimento não foi divulgado pelo Tribunal).

 

Os outros seis candidatos a vereadores que não entregaram a 1ª prestação de contas relacionadas ao processo eleitoral desse ano são candidatos que segundo o TRE/MG, estariam aptos para seguirem na campanha política. O motivo por qual eles não prestaram contas ainda não foi divulgado, pois conforme a coordenadora do cartório eleitoral de Divinópolis, 103ª Zona Eleitoral, Cíntia Greco, eles não possuem essa informação.

 

A candidata à vereadora Maria da Penha de Freitas, pertence ao partido PV, pela coligação Renasce a Esperança, possui o ensino médio completo, é natural de Governador Valadares e seu limite de gastos de campanha é R$100.000,00.

 

Já o candidato a vereador Ricardo Paulo de Oliveira, que também não apresentou sua prestação de contas, é do PMDB, sendo que o seu partido não coligou com outra agremiação, possui ensino fundamental completo, é natural de Divinópolis e seu limite de gastos para a sua campanha é R$150.000,00.

 

Outra candidata que não apresentou a prestação de contas, conforme, o TSE, foi Saara Ribeiro Faria. Ela faz parte da coligação PDT/PSL. A candidata tem o curso superior incompleto, é natural de Lajinha/MG. Seu limite de gastos para a campanha foi estabelecido no valor de R$100.000,00.

 

Em relação aos outros três candidatos a vereadores que também não encaminharam a 1ª prestação de contas parcial, Rinaldo de Oliveira Porfírio (PTC), Suelly Lemos (PTC) e Wellington da Cunha (PV), eles não tem os dados postados no TRE/MG, provavelmente inseriram na campanha depois da análise dos registros de candidaturas de candidatos, partidos ou coligações.

 

Ao questionar o Juiz Eleitoral Dr. Mauro Riuji Yamane sobre o assunto, ele disse à reportagem que era preciso entrar em contato com o cartório eleitoral de Divinópolis, que através da coordenadora da 103ª Zona Eleitoral 103ª, Cíntia Greco, ressaltou que o cartório da cidade não tem essas informações para serem divulgadas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.