terça-feira, 19 de Novembro de 2013 12:27h

Paim pede que licitação de transporte interestadual não prejudique trabalhadores

O senador Paulo Paim (PT-RS) disse que entidades patronais do transporte de passageiros e trabalhadores do setor estão preocupados com a licitação de transporte interestadual que está sendo feita pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Na

O senador Paulo Paim (PT-RS) disse que entidades patronais do transporte de passageiros e trabalhadores do setor estão preocupados com a licitação de transporte interestadual que está sendo feita pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).
Na avaliação de empresários e trabalhadores da área, de acordo com o edital da licitação, haverá uma concentração do mercado, uma vez que as 207 empresas que atuam no setor serão reduzidas para apenas 54, ou seja, 153 serão eliminadas.
Essas entidades advertem que  isso vai provocar desemprego em massa de cobradores e motoristas e que poderá haver aumento do preço das passagens.
- Vão enxugar as máquinas e, no fim,  quem vai pagar a conta é o trabalhador que vai ficar desempregado e o passageiro que vai pagar mais. Vai ser quase um tipo de monopólio. Eu peço à ANTT para que avalie com bastante profundidade essa questão - disse o senador.
Erva-mate
Paulo Paim propôs que a erva-mate, produto usado para fazer o chimarrão - chá típico do sul do Brasil -, fique isenta da cobrança do PIS e da Cofins, a contribuição para o financiamento da seguridade social.
Ele informou que, só neste ano, o preço da erva-mate subiu de 30%, chegando a R$ 15 o quilo.  Em Brasília, o senador encontrou o produto por até R$ 20 o quilo.
Paulo Paim disse que a produção nacional de erva-mate chega a 200 mil toneladas, mas nos últimos dez anos a safra teve uma redução de 30% porque muitos produtores deixaram a cultura quando o preço do produto estava bem baixo. Essa redução da safra fez o preço disparar, explicou o senador.
O parlamentar lembrou a importância cultural da erva-mate, acrescentando que o produto é considerado inclusive um alimento, para fazer o seu apelo à União pela desoneração do produto, que reduziria seu preço final em 10%.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.