sexta-feira, 26 de Dezembro de 2014 10:26h Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil

Pais de estudantes mexicanos desaparecidos gravam vídeo relembrando último Natal

Em vídeo publicado no YouTube, parentes dos estudantes desaparecidos há quase três meses em Ayotzinapa, Guerrero, no México

Em vídeo publicado no YouTube, parentes dos estudantes desaparecidos há quase três meses em Ayotzinapa, Guerrero, no México, pedem que a sociedade continue apoiando a busca por justiça. Nos depoimentos, eles lembram o último Natal que passaram com os filhos.

Os 43 estudantes desapareceram na noite de 26 de setembro, depois de disparos feitos por policiais municipais. Na ocasião, morreram seis pessoas e 25 ficaram feridas. Segundo a investigação oficial, os jovens foram detidos por policiais e entregues ao cartel Guerreiros Unidos, que os teria assassinado no município de Cocula, vizinho a Iguala. As famílias não acreditam na versão.

"No ano passado, estávamos com toda a família reunida", disse Epifanio Álvarez, pai de Jorge Álvarez. "Será um Natal triste, sem ele e seus companheiros", salientou Maria Inés Abraján, tia de Adán Abraján. "Na minha casa não haverá Natal, porque sempre tenho recordações do meu filho", ressaltou Margarita Rodríguez, mãe de Miguel Zacarías.

Os parentes também pedem uma resposta às autoridades e que o governo busque os estudantes. Eles fazem um apelo às autoridades internacionais para que peçam ao governo mexicano solução para o problema.

Na noite de Natal, os pais reuniram-se em frente à casa do presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, para pedir que os filhos sejam encontrados.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.