sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012 18:48h Atualizado em 11 de Fevereiro de 2012 às 10:44h. Flávia Brandão

“Pare e Siga” e duplicação na MG 050 estão em debate

Secretário de Desenvolvimento esteve reunido com SETOP, Nascentes, Copasa e CEMIG

A “Operação Pare e Siga”, que está cotada para ser instalada na saída do Centro Industrial de Divinópolis mais uma vez foi alvo de reunião entre a Prefeitura de Divinópolis, Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (SETOP) e a Concessionária Nascentes das Gerais. A previsão é que a Operação Pare Siga esteja em operação, em março. Também nessa semana foi realizada reunião entre a CEMIG, COPASA e Prefeitura para tratar da obra de duplicação da MG -050 em dois trechos, que abrangem o contorno rodoviário de Divinópolis. 
A respeito do “Pare e Siga”, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Resende, destacou que como resultado da reunião que  a SETOP notificou a Concessionária Nascentes das Gerais autorizando a mesma a realizar a operação. “O objetivo foi verificar como iremos proceder, a Prefeitura vai participar com a Guarda Municipal e a Polícia Militar Rodoviária irá ajudar nos primeiros 15 dias da operação até que ela se concretize”, disse.
O secretário ressaltou que a Concessionária Nascentes das Gerais “está batendo o pé” que o melhor seria colocar o semáforo no local e a Prefeitura concorda,  no entanto não existe dentro do DER/MG nenhuma rodovia do Governo do Estado, que tenha semáforo. “Estamos verificando a possibilidade do DER abrir uma exceção para colocar um semáforo ali para atender o Distrito Industrial”, declarou.
A reportagem questionou o que está faltando ser acertado para que a Operação finalmente tenha início. Em resposta, o secretário disse que após a Nascentes das Gerais ser oficializada pela SETOP autorizando a Operação, agora resta serem verificados os custos como, por exemplo, de sinalização com a instalação de placas. “Então está tendo essa questão das placas, se quem vai pagar é o Estado ou a Nascentes das Gerais, que será responsabilizada”, disse. A previsão é que na quarta-feira (14) aconteça outra reunião na ACID entre Prefeitura, SETOP, DER e Nascentes Gerais para oficializar o dia da operação e a intenção é que a mesma seja instalada no horário de 16h30 às 18h30.
Duplicação
O secretário destacou também que tendo em vista as obras de duplicação do trecho 2 e 3 do contorno rodoviário de Divinópolis, que estão previstas para ter início em agosto, foi realizada reunião com a CEMIG e Copasa. “Como resultado da reunião ficou acertada entre SETOP e Nascentes das Gerais, que irão passar o projeto Executivo para a Copasa e CEMIG para poder resolver as interferências, que as empresas têm junto ao anel rodoviário para que as obras sejam feitas simultaneamente”, disse. 
Rodrigo destacou que como a Copasa é detentora do esgoto e da água e o projeto executivo da empresa prevê pontos de interferência na rodovia sendo assim é importante que as obras tenham início para que não haja quando a duplicação já estiver pronta.  “A Copasa já vai tomar ciência de qual é o projeto que a Nascentes das Gerais irá fazer no anel rodoviário de Divinópolis para que ela confronte com o projeto dela de execução de água e esgoto na cidade  para que essas obras pelo menos da passagem do anel já sejam executadas”, declarou.  Já a participação da CEMIG na reunião foi para tratar da retirada dos postes e outras obras de infraestrutura que estão previstas para os dois contornos que serão duplicados.   O secretário explica que nesses dois trechos, a partir de agosto a Copasa irá começar a executar as obras referentes ao esgoto e água e a CEMIG com remoção de postes de iluminação.
Trechos
De acordo com o secretário Rodrigo o trecho I é que vai da Ponte do Rio Pará, próxima a Usina do Gafanhoto, que no caso incluía a variante, até o Posto Bitelão; o trecho II do novo trevo, que vai existir próximo ao Motel Lumiere ao bairro Nossa Senhora da Conceição; e trecho III do trevo do Bairro Nossa Senhora da Conceição até a trincheira da rua Goiás

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.