sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2012 09:58h Atualizado em 17 de Fevereiro de 2012 às 11:06h.

Parlamentar de Divinópolis é destaque em jornal da capital e é acusado de comprar projetos de leis pela internet

Edmar Rodrigues, que foi citado pelo jornal, fez esclarecimentos sobre o assunto

Um jornal de Belo Horizonte apresentou uma matéria sobre leis e projetos que existem na internet para serem adquirir. Um dos parlamentares citados pelo periódico foi do ex-presidente Edmar Rodrigues (PSD). Conforme, o jornal, o parlamentar comprou pela internet o projeto conhecido como Pró-Jardim (Programas de cuidados com as praças, parques e outros lugares públicos relacionados com o meio ambiente).
Procurado pela Gazeta do Oeste na reunião Ordinária na Câmara, ontem dia 16/02/12, para se pronunciar sobre o assunto, Edmar Rodrigues, afirmou que só ficou sabendo da matéria quando chegou à Casa Legislativa para participar da reunião. “Vou entrar em contato com o jornal para saber sobre as informações. Vou saber se existe algum documento que comprove que eu comprei essa matéria, porque se eu comprei deve ter um documento falando que eu comprei, com depósito e vou tomar as providências cabíveis”, afirma Rodrigues.
Ainda de acordo com Edmar, não é de seu interesse fazer a compras de projetos por meio da internet. “Já estou no quarto mandato como ex-presidente da casa, com dois mandatos de três anos, e nunca comprei nenhum projeto. Pelo contrário, busco projetos que são de interessante para a nossa cidade, para Divinópolis. Vem vereadores de outras cidades até o meu gabinete buscarem projetos que eu implantei para levarem para suas cidades. Quantas cidades que estão aí e que tem vários projetos que são da minha autoria?  Não é do meu feitio comprar projetos pela internet”, declara.
O projeto Pró-Jardim foi retirado por Edmar Rodrigues em 2009, para ter um estudo mais amplo. “Não me lembro agora qual foi o motivo que retirei o projeto, mas talvez seja porque ele precisasse de um estudo melhor”. E ao perguntar se colocaria o projeto em prática, ele disse que voltaria sim com o projeto em pauta. “É um projeto voltado para que os jovens tenham uma qualidade de vida melhor em relação ao meio ambiente”declarou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.