quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2012 10:15h

Patrimônio do DIVIPREV cresceu quase 90% nos último seis anos

Audiência Pública para prestação de contas do Diviprev, o Instituto Previdenciário do Servidor Municipal realizada na última terça-feira (31) contou com a presença de representantes dos servidores, além de ser presidida pelo vereador Beto Machado (PSDB), os parlamentares Antônio Paduano (DEM) e Roberto Bento (PT do B), que preside a Comissão de Fiscalização e Orçamento da Câmara.
A prestação de contas ocorre trimestralmente e na oportunidade todos os parlamentares presentes fizeram questão de registrar a boa gestão do atual Superintendente da Diviprev, Márcio Chula, que em seis anos frente ao Instituto conseguiu um crescimento de quase 90% do patrimônio deste.
O Presidente da Comissão de Fiscalização e Orçamento, vereador Roberto Bento, destacou ainda que a utilização inteligente dos recursos tem tido êxito, tanto que nos último três meses, as aplicações feitas em diversos Bancos como Bradesco, Itaú, Brasil, Santander e outros, renderam cerca de sete milhões e meio de reais. No mesmo período, as contribuições sociais somaram algo em torno de três milhões e meio de reais.
Hoje, o patrimônio da Diviprev corresponde a R$177.061.309,51 (Cento e setenta e sete milhões, sessenta e um mil trezentos e nove reais e cinqüenta e um centavos) o que segundo o Vereador Roberto Bento “garante segurança para os servidores municipais em sua aposentadoria seja por motivo de saúde ou por tempo de serviço”.
Durante a Audiência Pública, o Vereador Beto Machado manifestou ainda preocupação com a necessidade do envio do Projeto de Lei que cria a Junta Médica Municipal para avaliação dos pedidos de afastamento das funções por motivos de saúde. O Executivo alega que hoje existem muitos pedidos de licença remunerada. Para o Vereador Beto Machado, os afastamentos injustificados comprometem a saúde financeira da Diviprev e prejudicam o bom andamento dos trabalhos no Serviço Público.
Na Audiência Pública o atual Superintendente, Márcio Chula, que está a seis anos na função manifestou ainda o desejo de que seu posto seja ocupado futuramente pela atual Gerente Financeira, Rejane Alves Campos, que foi inclusive premiada como Servidora de Destaque no Estado de Minas Gerais.
A Comissão que acompanhou a Prestação de Contas da Diviprev lamentou a
ausência de representantes do Sintram – Sindicato dos Trabalhadores Municipais que não participou da primeira Audiência Pública para prestação de contas deste ano e em nenhuma das realizadas em 2011.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.