quinta-feira, 22 de Dezembro de 2011 10:32h Atualizado em 22 de Dezembro de 2011 às 10:37h. Flávia Brandão

Periquito nega que destituição PRTB esteja vinculada à eleição Câmara

Sigla está alinhada na sucessão a presidência da Câmara com partidos da oposição municipal

A ação de destituição da Comissão Provisória do PRTB em Divinópolis, no último dia 17, gerou várias especulações de que estaria associada a uma articulação ao processo de eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal, que será realizado na próxima sexta-feira. Mas de acordo com presidente da Executiva Estadual do PRTB, Jorge Periquito, são processos distintos e hoje (22), estará em Divinópolis para reunião com os filiados para tratar do assunto. A previsão é que o novo presidente da Comissão Provisória - cargo esse ocupado até então pelo vereador Milton Donizete - seja definido entre os dias 26 a 28 de dezembro. 


De acordo com Jorge Periquito uma série de “especulações em função da eleição Mesa Diretora” e certa “maldade” está acontecendo de associar o fato de destituição de Milton Donizete, da presidência do PRTB, com a sucessão presidencial no Legislativo Municipal. “São assuntos distintos e essa destituição iria acontecer independente da votação da Mesa Diretora”, alegou. 


O dirigente expressou que tem grande respeito e é amigo de Milton, no entanto existe uma “determinação da estadual”, que prevê que não é saudável e democrático ter como presidente vereador ou prefeito em exercício de mandato e isso é de conhecimento do vereador. “Miltinho sempre soube que seria substituído por consenso do grupo que deseja que o partido cresça e tenha compromissos com os demais candidatos e não só com o mandato. Digo isso porque o vereador fica mais ligado com o mandato e irá tomar as decisões mais voltadas para ele e quando temos presidente sem mandato o processo fica mais democrático”, ressaltou.


Mesa Diretora
A respeito da Mesa Diretora, Jorge Periquito disse que já entregou pessoalmente a Milton Donizete, comunicado do PRTB, onde está previsto, por determinação da Executiva estadual, o alinhamento com o PSB e PV na eleição da Mesa.  “Tivemos um almoço na semana passada reunindo a cúpula da estadual do PSB, PV, PRTB inclusive com participação dos vereadores Edson Sousa e Heloísa Cerri, onde foi decidido que os três partidos estarão juntos no processo de eleição da Mesa Diretora”, declarou.


Compromisso
Apesar de negar que a destituição da Comissão Provisória esteja atrelada a Mesa Diretora, a reportagem questionou se o fato foi motivado então pelo possível não comprimento de determinado acordo firmado com atual presidente pastor Paulo César (PRB) e com o Prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) durante a última eleição da Mesa Diretora. Em resposta Jorge Periquito disse que realmente o acordo não foi cumprido, mas não existe mágoa e rancor a respeito disso. O compromisso, segundo ele era no âmbito partidário, no sentido de abrir mais espaço para a sigla na administração, já que o PRTB teve uma participação decisiva na reta final da Mesa Diretora, em 2011.  “O Pastor só elegeu porque fiquei a madrugada inteira na Casa do Prefeito e ele sabe disso. O partido tinha outra visão naquele momento e fomos convencidos,  a fazer parte de um projeto maior de base do governo”, disse.
Apesar de dizer que não tem magoas, Periquito sinalizou desagrado com o descumprimento ao dizer que o episódio abriu referência “de pessoas que falam, mas não cumprem”. “Isso é fato não irei negar, o prefeito e presidente não cumpriram, mas nunca os cobrei de palavra ou promessas de acordo político, não houve pelo menos da minha parte”, declarou.


Eleições 2012
Questionado se esse projeto de alinhamento com a oposição ao Governo Municipal irá se manter na eleições de 2012, Periquito alegou que as Executivas Estaduais sabem das dificuldades regionais, mas em especial de Divinópolis há uma sinalização forte na união das siglas. “As conversas estão adiantadas e é uma sinalização clara que existe uma sinergia, ideologia e consenso em alguns pontos políticos a serem tratados e é bastante possível, que isso aconteça, mas não é efetivamente nada decidido porque essas conversas só se ampliam depois de março”, declarou.


Base Tolentino
A reportagem questionou também o fato do PRTB ser anunciado em Divinópolis como da base do deputado Fabiano Tolentino e alinhado com as decisões do governo municipal, mas Periquito pontuou que tem um “carinho” pelo parlamentar é seu amigo, mas “infelizmente” não está mais partido. “Reconheço a liderança do deputado, mas ele sabe que os assuntos partidários não devem ser influenciados. O PRTB tem outro compromisso e tenho certeza que saberá respeitar essa limitação”, declarou.


Oposição
Periquito justifica o alinhamento com a oposição alegando que os PV e PSB, compõem a base do governo Anastasia na estadual e o sentido é tornar o processo mais democrático.  “Queremos fortalecer uma discussão da Mesa que tem três partidos que são da base do governo, PV, PRTB e PSB. Todo procedimento da Mesa será bem tranqüilo, os partidos querem uma democratização das decisões”, declarou.  Periquito acredita que não está indo contra os tucanos e está aberto a negociações. “Não estamos indo contra o prefeito, ele não manifestou até agora, não chamou para conversar. Os partidos me elegeram como articulador e não recebi nenhuma ligação do prefeito”, declarou.


Posicionamento
A reportagem tentou entrar em contato com Milton Donizete, mas o parlamentar estava em viagem.  Mas para Periquito “Miltinho irá seguir a determinação do voto do PRTB. “É um vereador extremamente preparado, já foi presidente da Casa e sabe exatamente a importância disso para o partido, não tenho dúvida que ele irá seguir a orientação”, declarou. O dirigente não deixou de pontuar que “evidentemente se Milton não seguir a orientação” irá sofrer as sanções quando um político descumpre uma determinação partidária”. 

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.