Pessoa que tentou invadir Planalto se dizendo marido de Dilma é uma mulher

Edmeire Celestino da Silva, que tentou invadir nesta terça-feira o Palácio do Planalto dizendo ser "marido" da presidente Dilma Rousseff é, na verdade, uma mulher. A informação foi repassada pela Polícia Militar e pelo Hospital Regional da Asa Norte. Inicialmente, a informação era de se tratava de um homem.

 

Edmeire tem uma página no site de relacionamentos Facebook e ali surgiu a dúvida. Apesar da aparência, da voz e de seu dizer "marido" da presidente, na foto do site Edmeire aparece de cabelos cortados e nas suas mensagens, todas falando da sua paixão pela presidente, às vezes se refere a si como homem, outras como mulher.

 

No começo da noite desta terça-feira, a calma do Palácio do Planalto foi quebrada quando Edmeire Celestino da Silva, 29 anos, subiu parte da rampa externa, na tentativa de entrar no prédio. Aparentemente embriagada, sem sapatos e calçando apenas meias, a paulista de Campinas foi imediatamente contida pela segurança presidencial.

 

Enquanto aguardavam um carro do Corpo de Bombeiros para levá-la a algum albergue, como informou um segurança, Edmeire falou coisas sem nexo para as câmaras de televisão e fotógrafos. A única coisa inteligível foi que queria casar com Dilma Rousseff, de quem portava uma fotografia no bolso, juntamente com a carteira de identidade.

 

Foi a segunda tentativa, nesta terça, de Edmeire para entrar no Palácio do Planalto. Pela manhã, momentos antes da solenidade de anúncio da redução de preços no consumo de energia elétrica, Edmeire já havia sido contida pela segurança, antes mesmo de subir na rampa.

 

 

 

 

 

 

 

EM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.