quarta-feira, 20 de Agosto de 2014 11:18h Atualizado em 20 de Agosto de 2014 às 11:21h.

PMDB anuncia medidas para combater infidelidade partidária

Durante reunião realizada em sua sede, membros da Comissão Executiva Estadual do partido anunciaram uma representação que visa à dissolução do diretório de Teófilo Otoni.

Também foi criada uma comissão para analisar casos semelhantes entre os filiados da sigla

Integrantes da Comissão Executiva Estadual do PMDB-MG se reuniram nesta segunda-feira (18), na sede do partido, para discutir o descumprimento da resolução nº 02, do dia 07 de julho de 2014, que trata da fidelidade partidária nas eleições gerais deste ano e a punição dos membros da legenda.
Na ocasião, foi anunciada a criação de uma comissão para analisar possíveis casos de infidelidade no partido e foi apresentada uma representação de dissolução do diretório de Teófilo Otoni, uma vez que o prefeito do município, Getúlio Neiva e representantes do diretório local declararam publicamente o seu apoio ao grupo adversário às chapas majoritárias compostas por PMDB/PT.
Durante a reunião, ainda foi apresentado um requerimento pelo deputado federal Newton Cardoso que pede a abertura de processo ético contra o prefeito Getúlio Neiva, por reiterados descumprimentos de diretrizes partidárias. Lembrando que a comissão recém-criada pelo partido para analisar a infidelidade partidária terá como presidente o Deputado Estadual Sávio Souza Cruz e como demais membros o prefeito de Periquito, Geraldo Godoy e o ex-prefeito de Pedro Leopoldo Ângelo Tadeu. Já a representação pela dissolução do diretório de Teófilo Otoni terá como relator o também membro da Comissão Executiva, João Alberto.
O presidente do PMDB-MG, deputado federal Antônio Andrade, destacou a importância da união no partido. “Todos os integrantes do PMDB que disputaram as últimas eleições estavam cientes das regras do nosso estatuto. Prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e presidentes de diretórios devem apoiar as decisões majoritárias da legenda”.
Segundo Andrade, o processo que levou a tais decisões foi democrático. “O resultado da nossa convenção mostrou, quase que por unanimidade, que o partido quer seguir com o PT nestas eleições. Prezaremos pela unidade que conquistamos no PMDB”, concluiu.

 

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.