sábado, 7 de Maio de 2011 13:49h Flávia Brand?o

PMDB Municipal irá passar por reestruturações

Antônio Davi, vice-presidente, afirma que já estão sendo acordadas coligações com o PT e PPS

Fidelidade partidária, o combate ao “caciquismo” e ao parentesco na composição do diretório e da executiva do partido, além do estímulo à participação feminina e de novas lideranças. Essas são algumas das recomendações, repassadas pelo PMDB Nacional e Estadual, que segundo Antônio David Filho (Pateta), vice-presidente do PMDB Municipal, foram apresentadas na última reunião Plenária Regional do partido, realizada na semana passada em Divinópolis. Além disso, o vice-presidente adiantou que o PMDB terá candidatura própria para prefeito e vereadores, e que já estão sendo acordadas coligações com o PT, PPS entre outros partidos para o próximo pleito eleitoral.
Antônio David, que presidiu a reunião - já que o atual presidente do partido, Fausto Barros, não pode comparecer ao encontro - afirmou que a discussão foi bastante proveitosa com participação de vários militantes da região como Passos, Patos de Minas, Uberaba, Uberlândia, entre outras cidades.  De acordo com ele uma das recomendações é que o PMDB trabalhe a fidelidade partidária. “Aquele que não estiver satisfeito dentro do partido, seguindo a linha ideológica, nós não vamos dificultar a saída desses companheiros. Iremos sentir, mas não vamos colocar obstáculos de jeito algum”, ressaltou o vice-presidente.


O combate a utilização do partido para benefícios de determinadas famílias, que impedem a participação de outras camadas da sociedade também será uma das bandeiras levantadas pelo PMDB. “Aqui em Divinópolis temos exemplo de família, que usava o partido em beneficio próprio. Nós não temos democracia consolidada, quando não temos partidos fortes, independentes, um diretório participativo, que leva a sua mensagem e que tenha várias camadas da sociedade, desde a costureira, o metalúrgico, o produtor rural, etc. Nós temos que ter toda essa camada, isso sempre foi meu sonho e a ordem que foi passada é que vai ser assim de agora para frente”, afirmou. 
Antônio David destacou também que será prioridade no partido o combate ao “caciquismo”, que impede a renovação de lideranças. “O cacique não quer que despontem outras lideranças. Mas quando o líder aparece é uma coisa nata, que será aperfeiçoada com a participação. O partido teve essa riqueza, mas que infelizmente o “caciquismo” impede que apareçam outras lideranças, mas o PMDB irá combater isso”, revelou.
Ainda de acordo com o vice-presidente outro ponto que será combatido no partido é o parentesco na composição do diretório e da comissão executiva do PMDB. A orientação é que a cópia da ata do diretório e da executiva seja enviada para o PMDB estadual e nacional para que seja verificada a existência de parentesco na composição. “Pelas normas do partido não pode ter parentes compondo o diretório e nem a executiva. Isso é importante para abrir espaço para participarem de todas as camadas da sociedade, tanto do diretório como da executiva, os delegados estaduais”, declarou Antonio.

 

 

Pré-candidatos

 

A respeito de pré-candidatos para as próximas eleições, Antônio David afirma que o PMDB irá ter candidatura própria e chapa completa para vereador e prefeito, mas ainda não tem definição sobre os nomes. Ele adianta que o que irá prevalecer ao lançar a candidatura será a avaliação das pesquisas, ou seja, o índice de aprovação/rejeição. “Poderá ser qualquer um. O PMDB tem uma fileira rica e o partido sempre oferece oportunidade para lideranças, inclusive não queremos que as lideranças sejam mais podadas, de maneira precoce igual foi feito pelos caciques”, declarou. O vice-presidente adianta que algumas coligações para o próximo pleito já estão sendo acordadas com o PT, o PPS, com o Dr. Rinaldo Valério, Dr.Francisco Gonçalves, Geraldo da Costa, entre outros nomes. Além disso, será trabalhada e fortalecida a participação feminina no PMDB municipal.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.