quarta-feira, 22 de Junho de 2011 10:35h Flávia Brandão

Polícia Civil pede apoio ao Legislativo Municipal em relação à greve

Presidente da Câmara confirma apoio de todos os vereadores ao movimento

Cerca de 30 policiais da Polícia Civil estiveram reunidos ontem (21) na Câmara Municipal para buscar apoio dos parlamentares na greve da categoria, que teve início no dia 10 de maio no estado. De acordo com a Delegada Goreti Rios, o apoio do Legislativo Municipal é fundamental, visto que a “greve é uma greve do povo mineiro” e o mesmo está sendo prejudicado pela falta de pessoal diante da grande demanda de serviços. O presidente da Câmara Municipal, Pastor Paulo César (PRB) manifestou apoio ao movimento e afirmou que irá enviar ao Governador do Estado, Antonio Anastasia, em nome do Legislativo de Divinópolis o registro desse apoio.


A delegada Goreti ressalta que entre as principais reivindicações do movimento grevista estão: a implantação de subsídios para a categoria; a reestruturação das carreiras de escrivão e investigador, de modo que os subsídios recebidos não sejam menores que os de médicos legistas e peritos, visto que essas carreiras têm também a exigência de curso superior e abertura de concursos de modo a suprir realmente a grande demanda de pessoal, já que hoje os servidores estão sobrecarregados.  “Foi anunciado um concurso, mas esse concurso nem cutuca, vamos dizer assim, as nossas necessidades. Isso porque hoje temos mais de 850 municípios e pouco mais de 900 delegados, incluindo a capital, ou seja, estamos com carência total de delegados, escrivães, peritos, investigadores e todas as demais carreiras da Policia Civil. Nós precisamos de concurso para que o nosso quadro seja atualizado porque ele está desatualizado há muitos anos”, ressaltou a delegada.


A respeito da situação em Divinópolis, a delegada afirma que no ano de 2000 quando assumiu a delegacia de Divinópolis, no município existiam em torno de 15 delegados e hoje conta apenas com seis, incluindo o delegado do Detran e a delegada regional.


Além do apoio do Legislativo de Divinópolis, o movimento buscou o apoio do Legislativo Estadual e já tem o compromisso do Bloco Minas Sem Censura, onde 24 deputados estaduais fazem oposição ao Governo. “Os deputados reafirmaram conosco em assembleias realizadas realizada na Praça da Liberdade e na Praça Sete, em Belo Horizonte, que não irão votar nenhum projeto do Governo, sem que antes ele sente com a Polícia Civil e os profissionais da Educação para discutir as nossas reivindicações”, afirmou a delegada Goreti. Além do apoio do poder Legislativo estadual e de vários municípios, a Dra. Goreti afirma que o movimento irá também buscar apoio do Poder Judiciário. “Vamos buscar também o apoio do Judiciário porque nós somos Polícia Judiciária. Sem a nossa atuação o Judiciário não anda porque os inquéritos vão ficando a vida inteira. Tendo o apoio de instituições fortes como o Poder Judiciário, Poder Legislativo de diversos municípios do estado, o governador irá repensar a questão”, ressaltou.


O dirigente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil Estado de Minas Gerais- SINDPOL, Espiridião Porto, que é também vereador de Pompéu esteve presente na manifestação e afirmou que hoje a categoria vive hoje uma situação “caótica” , sem pessoal, sem motivação, o que tem levando muitos profissionais a pedirem exoneração devido a baixa remuneração.  “Queremos que os representantes do povo, os vereadores, os deputados levem aos governantes essa mensagem, que o povo precisa de segurança, mas é preciso que o policial tenha uma vida digna para dar tranquilidade aos munícipes”, declarou o dirigente.


O presidente da Câmara Pastor Paulo César (PRB) cedeu espaço após a reunião ordinária para que a delegada Goreti Rios e o dirigente Espiridião Porto apresentassem as reivindicações. O presidente ressaltou ainda que  todos os vereadores apoiam o movimento . “O Legislativo apoia e sabe do trabalho importante que a segurança pública exerce no nosso Estado e na cidade. Há realmente a necessidade de um melhor aparelhamento, de salários mais dignos e uma melhor capacitação. E diante disso a Câmara apoia integralmente o movimento”, destacou. O presidente finalizou dizendo que o Legislativo Municipal irá encaminhar oficialmente esse apoio ao Governador do Estado, Antônio Anastasia. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.