quarta-feira, 13 de Junho de 2012 14:35h Carla Mariela

Posto de Saúde Central De Divinópolis poderá ser ampliado

Conforme Rodrigo Resende, a intenção da prefeitura de Divinópolis é coordenar e expandir o posto de saúde central, mas para isso é preciso que haja a liberação da Secretaria de Patrimônio da União

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Resende, ressaltou na última segunda-feira que um dos dois imóveis que estavam sendo analisados para que a prefeitura assumisse o comando para desenvolver trabalho em benefício da população, já foi liberado para a criação do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), e o outro local ainda está sendo analisado para a possibilidade de expansão do Posto de Saúde Central. Conforme, Resende, a intenção da prefeitura de Divinópolis é coordenar e expandir o posto de saúde central, mas para isso é preciso que haja a liberação da Secretaria de Patrimônio da União (SPU).

 


“O Posto de Saúde Central no Município de Divinópolis possui o número de usuários muito grande. Então, a ideia é expandir esse posto de Saúde. Como expandir? É realmente é levando para a área do Serviço Social das Estradas de Ferro, denominada Sesef. O posto de saúde central tem como objetivo atender os bairros Porto Velho, o centro da cidade e o bairro Esplanada. Onde funciona o Sesef atualmente, foi construído para ser um posto de atendimento, tem toda uma infraestrutura para isso com uma área de mais de 450 metros quadrados de área construída. No Brasil, o Sesef, nos últimos anos com a liquidação da Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima (RFFSA) e sua extinção, as concessionárias não colocaram seus funcionários cadastrados no Sesef, com isso houve uma diminuição muito grande de receita desses órgãos”, afirmou.

 

Ainda de acordo com Resende, o Sesef hoje é um plano de Saúde que passa por dificuldades financeiras e a prefeitura propôs fazer uma troca, “Isso é interessante tanto para a prefeitura que vai pegar um espaço amplo que atenda a necessidade da população do centro da cidade, e também para os usuários do Sesef que vão ter um posto avançado no bairro Esplanada, com toda uma infraestrutura para ser atendidos e que eles vão ter um tratamento diferenciado, porque a prefeitura vai participar também efetivamente do plano de saúde do Sesef, dando em parceria esses exames nessa troca. Isso não está decidido ainda”, acrescentou.

 


Resende, ainda declarou o motivo que fez com que não houvesse ainda essa parceria. “Há uns 20 dias eu estive em Brasília na Valec, que é uma empresa pública de Engenharia, Construções e Ferrovias S.A, que desenvolve projetos ferroviários, estive com o Dr. Castelo Branco, eu e o Deputado Federal Jaime Martins (PR), pois o Jaime também foi solicitar a ele a transferência desse imóvel para a prefeitura porque o presidente da Valec automaticamente é presidente do Conselho Deliberativo do Sesef, então depende dele a liberação. Ele se mostrou sensível e nós levamos toda a documentação e Castelo disse que iria colocar isso em pauta na primeira reunião do Conselho Administrativo do Sesef. Eu acredito que dentro de 30 dias no máximo nós teremos uma definição de sim ou não. Nós torcemos para que seja sim, mesmo porque, é um imóvel que pertence ao Sesef, pertence à Ex-Rede Ferroviária Federal, que hoje pertence à Secretaria de Patrimônio da União (SPU), que está ali subaproveitado; e que a prefeitura assumindo o plano, com certeza toda a população no entorno dele será favorecida por ter um posto de saúde bem localizado, bem instalado, o que hoje não está acontecendo no posto de saúde central devido a demanda de pessoas que usam o posto de saúde central”, finalizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.