quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011 10:32h Sarah Rodrigues

Prefeito assina decreto do Plano de Contingência para o período chuvoso

Defesa Civil, Polícia Militar e Bombeiros afirmam estar preparados

 O decreto que institui o Plano de Contingência para o período chuvoso foi assinado na manhã de ontem (20) pelo prefeito Vladimir Azevedo. A solenidade que ocorreu no auditório da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) contou com a presença da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil, dos agentes da vigilância ambiental e convidados.


As chuvas intensas tiveram início em Divinópolis na última sexta-feira (16), mas antes os órgãos de segurança pública que compõem a Defesa Civil- Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Prefeitura Municipal alertaram a população sobre dicas de segurança para o período chuvoso e trabalharam intensamente.


Os estragos foram muitos, mas não foram intensos, poucas ocorrências foram registradas pelos órgãos, alagamentos, inundações, deslizamentos e quedas de árvores foram os principais. Segundo o capitão Paulo César Gonçalves, do Corpo de Bombeiros o Plano de Contingência “contempla todo o planejamento, toda forma de ação, do Corpo de Bombeiros, juntamente com a prefeitura Municipal através da Defesa Civil, Polícia Militar, Copasa e Cemig. Então os órgãos se juntam para fazer o enfrentamento e dar a resposta que a comunidade precisa”.
Entre as ações o capitão explica que o plano contém desde a previsão climática para o período chuvoso, a forma de atuação dos órgãos. “Ele também prevê as áreas e os locais de risco e se houver a necessidade de remanejamento dessa população, para quais locais serão levados essa população que está em situação de risco”. Gonçalves frisa que tanto o pessoal que trabalha no operacional diário como o reforço estão preparados caso seja necessário.


O coordenador da Defesa Civil Adilson Quadros, frisou que durante as chuvas as ocorrências não foram graves e que o rio até a manhã de ontem, estava em 2,98 metros acima. Ele explica que as ações preventivas tiveram início em 2009 e mais de 30 famílias foram retiradas de áreas de risco como desmoronamento e enchente. “Hoje nós podemos afirmar que Divinópolis está mais segura em relação a 2008, nós já expedimos mais de mil laudos só este ano, foram 350 vistorias e 90% delas foram assinadas pelo nosso engenheiro civil”. Quadros ressaltou que mais 50 famílias devem ser retiradas de áreas de risco no próximo ano.


O prefeito Vladimir Azevedo afirmou que lidar com o período chuvoso é um desafio constante na pauta de qualquer cidade. “Hoje nós temos em Minas Gerais, 19 municípios em estado de emergência. E nós em Divinópolis recebemos recentemente, um reconhecimento da Defesa Civil do estado de Minas Gerais, que até aumenta o nosso compromisso de aparelhar cada vez mais a Defesa Civil, como vemos fazendo além de aumentarmos seu contingente”.


Escolas serão disponibilizadas caso, famílias precisem de abrigo para o período, Azevedo ressalta que os órgãos juntos estão preparados para enfrentar temporais e chuvas intensas. “Tomara que não ocorra o pior, se Deus quiser não ocorrerá, mas se ocorrer nós estamos preparados com o Plano de Contingência para resolver rápido a situação tanto de limpeza da cidade, como também de abrigo às famílias que vierem a precisar”, pontua o prefeito.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.