terça-feira, 20 de Novembro de 2012 08:50h Carla Mariela

Prefeito continuará com 20% do secretariado no início do novo mandato

O prefeito Vladimir Azevedo (PSDB), como parte do decreto 10.851, reduziu seu secretariado com apenas 20% do quadro existente, alguns secretários inclusive acumulando dois cargos.
O secretário David Maia, por exemplo, está à frente da secretaria de planejamento e também assumiu a pasta de esportes, porém sem remuneração para conter os gastos. Francisco Martins, além de vice, está conduzindo a secretaria de desenvolvimento econômico e sustentável.

 


Vladimir Azevedo explicou para a reportagem da Gazeta do Oeste como funcionará o secretariado na prefeitura no início do ano de 2013 “Nas medidas de uma forma geral, foram tomadas mais de 20 ações, dentre elas, muitas difíceis como essa de cortar na minha própria carne, com o corte de companheiros que tocaram o governo até aqui junto comigo. Na verdade essa foi uma antecipação porque a reforma do governo seria mesmo necessária no dia 31 de dezembro, porém, tive que antecipar para 30 de outubro para ajudar na viabilização financeira e o fechamento do mandato. Então hoje nós estamos trabalhando com aproximadamente 20% da equipe comissionada, que faz a gestão da prefeitura junto com os servidores e nesse caso a probabilidade é de que nós entremos em Janeiro dessa forma, sendo que depois do carnaval o governo esteja plenamente recomposto, mais tardar abril, para que possamos iniciar um novo ciclo, abrindo uma nova cortina de esperança, abrindo um novo fôlego e muito animados para essa agenda positiva que começamos, tomando questões importantes de políticas públicas em todas as áreas e ao mesmo tempo tratando das prioridades”, declarou.

 


O prefeito afirmou que ele juntamente com a sua equipe entende que é foco fundamental para o seu próximo mandato, o Hospital Público Regional, a questão do Centro Administrativo, os serviços de infraestrutura nos bairros, os Cmei’s que estão em obras, todo o plano de governo que foi aprovado pela população que o elegeu.

 


Ao ser questionado se pretendia chamar algum vereador que foi eleito para fazer parte do seu secretariado em 2013 quando o governo for recomposto, Vladimir Azevedo, respondeu que não há o critério nem de inclusão e nem de exclusão. “Eu pretendo fazer uma composição junto com as lideranças que me ajudaram a ganhar a eleição, com os partidos, junto com as pessoas que acreditam no nosso projeto, sempre observando um perfil técnico, um perfil administrativo, pois a pessoa tem que ter capacidade de liderança, de bom relacionamento interpessoal e também o critério político que é um projeto que tem esse viés, então, nesse quesito nós vamos montar uma equipe muito nesse sentido, indiferente, de vir ou não vir um vereador eleito”, destacou.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.