terça-feira, 26 de Fevereiro de 2013 05:49h Carla Mariela

Prefeito de Divinópolis participa de evento em Belo Horizonte como presidente da Frente Mineira de Prefeitos

O objetivo do encontro foi debater principalmente sobre a nova realidade da iluminação pública

O prefeito de Divinópolis e também presidente da Frente Mineira de Prefeitos, Vladimir Azevedo (PSDB), participou ontem pela manhã em Belo Horizonte, de um evento que apresentou os primeiros desafios e oportunidades nos Municípios mineiros. O encontro foi realizado entre a Frente Mineira e a Frente Nacional de Prefeitos. Conforme Vladimir Azevedo o encontro foi importante, uma vez que colocaram em pauta vários temas, dentre eles, a questão da iluminação pública nos Municípios e a campanha “Cadê o médico?”.
De acordo com Vladimir Azevedo, sabe-se que a Cemig não fará mais a manutenção da iluminação pública das cidades e por esse motivo é necessário que os Municípios estejam preparados para esta nova realidade. Esta mudança está baseada na Resolução 414 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O novo sistema propõe que as concessionárias terão que encaminhar um cronograma de transferência e responsabilidade para a Annel, sendo que o mês de Janeiro do próximo ano é o prazo para a transferência dos ativos.
Vladimir Azevedo que coordenou o painel com os temas, contou com a colaboração do Superintendente da Cemig, Ricardo Rocha, e contribuição do prefeito de Itaúna, Osmando Pereira. O vice-prefeito de Divinópolis, Rodrigo Resende, também participou do encontro.
Outros temas que foram destacados no painel foram: Encontro dos Secretários Municipais de Finanças, Encontro de Procuradores Municipais: Novas Perspectivas, com exposição do Procurador Geral de Belo Horizonte, Rúsvel Beltrame e também sobre a campanha “Cadê o Médico?”, que foi uma reivindicação apresentada pelos prefeitos durante o Encontro Nacional com os novos Prefeitos e Prefeitas em Brasília. A partir deste encontro foi realizado pela Frente Nacional de Prefeitos, um abaixo-assinado com reivindicações para o Governo Federal para as devidas soluções imediatas para a falta de médicos na rede pública. Foram feitas reivindicações que para Frente Nacional de Prefeitos são fundamentais.
A campanha “Cadê o Médico?”, foi desenvolvida, pelo fato do Brasil ser um país que possui uma baixa oferta de mão de obra médica e neste momento há uma discussão para abrir contratação de profissionais médicos estrangeiros e os que são formados no exterior, para atuar na atenção básica, que seria um grande alívio. Atualmente, o Brasil tem 1,8 médicos por mil habitantes. Em outros países da América Latina, como Argentina e Uruguai, essa proporção ultrapassa três médicos por mil habitantes.
A Frente Nacional de Prefeitos em dois dias de campanha conseguiu recolher mais de 4.600 assinaturas, durante o Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas. Essa campanha também foi um dos temas apresentados no Encontro de ontem entre a Frente Mineira de Prefeitos e a Frente Nacional de Prefeitos. Conforme a assessoria do prefeito Vladimir Azevedo, além dos temas apresentados no painel, todos os presentes tiveram a oportunidade de conhecer com mais detalhes, principalmente, sobre a nova realidade da iluminação pública e sobre a campanha “Cadê o médico?”. Os presentes mostraram apoio nesta campanha.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.