Prefeitura arrecadou 19,5 milhões com IPTU; expectativa é de alcançar os 22 milhões

Parcelamento do IPTU vence no próximo dia 10, alerta Secretário da Fazenda.

Os contribuintes, que parcelaram o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), deverão ficar atentos para o vencimento de parcela no próximo dia 10. O alerta é do Secretário da Fazenda do Município, Antônio Castelo, que ressalta a importância do pagamento, visto que os valores recebidos são revertidos em benefícios para a própria população como investimentos nas áreas da saúde, educação e social.


De acordo com o secretário, o IPTU para o ano de 2011 ficou na casa de 29 milhões, sendo que considerada a taxa de inadimplência foi lançada a expectativa de recebimento de cerca de R$22 milhões durante o período. “Até o dia 4, recebemos em torno 19,5 milhões a nossa previsão é do recebimento R$ 22 milhões durante o ano de 2011. Então dentro dessa previsão temos ainda para receber em torno de R$3 milhões, R$3,5 milhões,  que são esses parcelamentos”, destacou Castelo.


Castelo ressalta que as pessoas que por algum motivo deixaram de pagar algumas das parcelas poderão ir à Prefeitura para pegar a segunda via. O pagamento poderá ser efetuado em toda a rede bancária. Questionado a respeito de renegociação da dívida para quem não conseguiu arcar com o parcelamento, o secretário afirma que as parcelas vencidas na verdade deverão ser atualizadas, ou seja, não é possível a renegociação, já que o parcelamento é benefício dado ao contribuinte para o período de 2011. Mas Castelo salienta que o pagamento do dia 10 poderá ser feito mesmo tendo parcelas já vencidas. “O pagamento da parcela do dia 10 não é impedido pelo fato de estar devendo a parcela anterior”, explicou Castelo.


O secretário revela que a taxa de inadimplência está em torno de 22%  a 25%, e destaca que é importante que o contribuinte tenha consciência do imposto  que é revertido em benefícios para a população. “Do valor arrecadado 25% é revertido em educação, 15% em saúde e 5% na área social, sendo que o município fica sempre em patamares superiores. Ou seja, é fundamental o pagamento porque não tem como movimentar uma cidade com quase 220 mil habitantes sem ter dinheiro em caixa. Existe a reclamação via de regra sobre pagamento  dos impostos, mas é importante que as pessoas  tenham seus compromissos  para ter também terem o direito de cobrança”, finalizou .

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.