Prefeitura faz corte de árvores antigas

Justificativa é que as árvores ofereciam risco para a população e rede elétrica.

Árvores de mais de 40 anos têm oferecido risco a quem passa pelo Centro de Divinópolis. Elas sofrem de alguma doença, provavelmente, que faz os galhos e tronco secarem, facilitando quedas e ameaçando causar acidentes.
De acordo com o responsável pelo Setor de Podas, Praças e Jardins da Secretaria Municipal de Operações Urbanas (Semop), Divino José da Fonseca, o setor tem realizado cortes nessas árvores de forma preventiva. Em alguns casos são retirados apenas os galhos, mas nos mais graves é preciso remover a árvore inteira.
Ele não soube dizer o número exato de árvores, mas mencionou que quatro na avenida Antônio Olímpio de Morais e uma na rua São Paulo precisam ser cortadas. E ainda há mais pela cidade. “A gente está tentando retirar um pouco dessas árvores que estão dando problema porque várias estão morrendo.”
Segundo ele são todas árvores muito antigas, com mais de 40 ou 50 anos. A iminência de dano ao patrimônio e às pessoas que passam pelos locais onde estão as árvores são as justificativas para a ação. Divino diz que em alguns lugares a remoção tem necessitado do apoio da Cemig, porque é necessário desligar a rede elétrica para fazer o corte com segurança.
Por meio de sua assessoria de comunicação a Cemig disse que é de sua responsabilidade as podas das árvores que atrapalhem a rede elétrica. E que sempre fornece à prefeitura todo o apoio necessário para que a remoção de árvores em área urbana seja feita de maneira segura.
Garantir a integridade da rede elétrica também é uma das razões apontadas por Divino para a remoção das árvores. “Não sei se é uma doença que está dando em algumas, mas estão realmente secando com certa rapidez. No momento em que elas vão secando a possibilidade de um galho cair é maior. A gente está tentando eliminar esses problemas.”

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.