sábado, 16 de Julho de 2011 09:16h Flávia Brandão

Prefeitura irá criar conselho para fiscalizar ações da COPASA relativas ao esgoto

Assessor explica licitação para rede de esgoto para bairro da cidade, após o contrato assinado

Na próxima semana, o prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) irá apresentar um Conselho Gestor para fiscalizar as ações da COPASA relativas ao tratamento do esgoto, que estão previstas no contrato de programa assinado entre a empresa, o Governo do Estado e a Prefeitura de Divinópolis. A informação é do assessor de Governo, João Luiz Oliveira, que será um dos integrantes, juntamente a outros dois ou três conselheiros, que ainda estão sendo definidos pelo Prefeito.

 

João Luiz destaca que um dos grandes questionamentos colocados por Vladimir  em relação ao contrato de concessão com a Copasa é que a Prefeitura não iria abrir mão da fiscalização. “O prefeito não abre mão dessa fiscalização e que a comunidade fique bem informada a respeito do que está acontecendo com o contrato. Ele disse que vou ser uma das pessoas do conselho para fiscalizar a Copasa com o devido rigor que o contrato determina. Inclusive já autorizou que seja iniciado contato com a Copasa e as empresas projetistas para uma primeira reunião”, declarou.

 

Entre as ações a serem executadas pelo conselho gestor, João Luiz afirma que está prevista a fiscalização da obra, dos projetos, ou seja, o acompanhamento de todas as determinações do contrato assinado com a empresa. “Tudo que diz respeito às interfaces com a Copasa esse Conselho vai acompanhar, ou seja, será o representante do Prefeito perante a empresa”, disse.

 

Jardim Copacabana

 

No último dia 13, foi publicado no Diário Oficial dos Municípios, o Processo Licitatório n 168/2011, com o objeto “contratação de empresa para prestação de serviço execução de rede de esgoto e ligação domiciliar no Bairro Jardim Copacabana”. A reportagem questionou a publicação junto ao assessor João Luiz, uma vez que foi divulgado o repasse do esgoto para a empresa Copasa juntamente a todos os valores dos ativos.  O assessor explicou que o bairro Jardim Copacabana faz parte do “Projeto Minha Casa, Minha Vida” e a Prefeitura é a responsável por entregar as casas com o sistema todo em funcionamento. “Essa obra não entrou no ativo porque não estava pronta, a Prefeitura só pode entregar para a Copasa depois que virar ativo dela. Nesses  seis meses,  a Prefeitura irá construir e  em janeiro vamos negociar com a Copasa,  não só essa obra  como também algumas obras do PAC, como de interceptores e tudo mais. A idéia é que a Copasa pague o financiamento “, declarou.

 

Segundo João Luiz essa negociação com a Copasa será feita em janeiro de 2012, porque essa é a data que a empresa assume efetivamente o esgoto e até lá a Prefeitura ainda é a responsável pela manutenção. Ele afirma que a empresa está fazendo um cadastro de toda a rede de esgoto de Divinópolis, mapeando a localização e profundidade.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.