segunda-feira, 23 de Junho de 2014 07:00h

Prefeituras do Sul de Minas implantam novas práticas de gestão

Treze cidades da região foram premiadas pelas iniciativas. Em todo o Estado, 48 municípios receberam o prêmio

Itajubá tem 95 mil habitantes e é um dos maiores polos industriais do Sul de Minas. A cidade está entre as premiadas com a faixa ouro do Prêmio Mineiro de Excelência da Gestão Pública Municipal, da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). O prêmio faz parte do Programa Mineiro de Empreendedorismo e Gestão para Resultados Municipais, que promove a capacitação de servidores e é  oferecido às prefeituras gratuitamente pelo Governo de Minas.

De acordo com o secretário municipal de Administração, Rodrigo Melo, esta foi a primeira vez que o município participou do programa. “Ao tomar conhecimento do Prêmio, percebemos que seria uma excelente oportunidade para sermos avaliados, já que teríamos o olhar técnico de institutos reconhecidamente competentes, como o Instituto Qualidade Minas (IQM) e a Fundação João Pinheiro (FJP), sobre nosso trabalho”, afirmou Rodrigo.

Cerca de 50 servidores de oito áreas da administração do município foram capacitados. Na percepção do secretário este treinamento aumentou confiança e motivou a equipe. “Embora tenhamos ainda muito trabalho pela frente, estamos na direção certa. Hoje, a Prefeitura de Itajubá é reconhecida como exemplo de gestão pública e quem diz isso são entidades com reconhecida capacidade técnica e chanceladas pelo Governo de Minas. Isso nos alegra, motiva, mas aumenta nossa responsabilidade em fazer com que todo esse trabalho reflita em melhorias significativas na qualidade dos serviços prestados à nossa comunidade”, concluiu  Rodrigo Melo. 

 

 

 

 

Cidades premiadas

Guaxupé, Lavras e Muzambinho também receberam a faixa ouro e, entre as prefeituras premiadas com a faixa prata no Sul de Minas, Extrema foi o destaque. A cidade obteve 89% de aderência nas práticas de Captação de Recursos Nacionais e Internacionais e Compras Governamentais.

A gerente de controle interno da Prefeitura, Priscila Pereira de Souza, explicou que o município mantém diversas parcerias para captação recursos. Uma delas é com o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), para aquisição de máquinas e equipamentos e  pavimentação de ruas. Outro projeto, segundo ela,  é o Conservador das águas, desenvolvido em parceria com a The Nature Conservancy (TNC),  a maior organização de preservação ambiental do mundo. “O Conservador das Águas cuida do meio ambiente, por meio da remuneração dos produtores rurais que preservam os mananciais em suas propriedades”, explicou.

Para Priscila de Souza o prêmio foi um reconhecimento pelo trabalho realizado pela Prefeitura. “Acreditamos que o destaque de Extrema se deu pelas boas práticas adotadas  há anos, favorecidas pela continuidade administrativa que possibilitou construir uma equipe técnica coesa e engajada com a gestão, visando sempre o desenvolvimento municipal e a prestação de serviços públicos com qualidade ao cidadão”, concluiu Priscila.    

Carmo do Rio Claro e Três Corações também conquistaram a Faixa Prata. O bronze foi para Alfenas, Bandeira do Sul, Camanducaia, Passos, Varginha e Ipuiuna. Em 2013  foram capacitados 356 servidores de 69 prefeituras no Sul de Minas.

 

 

 

Premiação em Minas

Em todo o Estado 48 prefeituras receberam o Prêmio Mineiro de Excelência da Gestão Pública Municipal. As faixas ouro, prata e bronze foram conferidas de acordo com as práticas analisadas pela comissão julgadora, formada por especialistas em gestão pública. Do total de municípios, 23 receberam a faixa ouro, 10 foram premiados com a faixa prata e 15 com  faixa bronze.

O prêmio faz parte do Programa Mineiro de Empreendedorismo e Gestão para Resultados Municipais, lançado em 2012 e desenvolvido ao longo de 2013. O modelo de referência para o prêmio é o Manual de Excelência em Gestão Pública Municipal, elaborado para orientar os municípios sobre a implantação das práticas já utilizadas com sucesso pelo Governo de Minas. Desenvolvido pela Subsecretaria de Gestão da Estratégia Governamental (Suges) e publicado em outubro do ano passado, o manual oferece suporte para o estudo detalhado e para o passo a passo na implantação de cada uma das 11 práticas de gestão avaliadas pelo prêmio.

O programa é desenvolvido em parceria com o Instituto Qualidade Minas e Canal Minas Saúde e já beneficiou 504 prefeituras mineiras, o que corresponde a 60% do total de municípios que investiram na capacitação de 4.700 gestores e servidores.

Para a subsecretária de Gestão da Estratégia Governamental da Seplag, Adriane Ricieri, os resultados são bastante positivos e expressam o grau de adesão ao programa. Segundo ela o desempenho transcende uma avaliação puramente quantitativa. "Esse resultado revela o interesse dos gestores e servidores em buscarem novos conhecimentos em relação às diversas áreas da gestão pública, o que  traz benefícios diretos para o  trabalho diário das  prefeituras, possibilitando a oportunidade de utilizar  boas práticas de gestão que contribuirão para o atendimento às demandas da população. O ganho com esses novos conhecimentos é importante,  principalmente porque é perene e ficará como um legado para as administrações municipais”, finalizou Adriane.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.