Preocupação é governar e eleições serão tratadas oportunamente, diz Dilma

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (14) que está preocupada em governar e tratará das eleições oportunamente. “Agora meu problema é governar, não é ficar preocupada com quem vai ser candidato, até porque há indefinições”, disse Dilma durante entrevist

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (14) que está preocupada em governar e tratará das eleições oportunamente. “Agora meu problema é governar, não é ficar preocupada com quem vai ser candidato, até porque há indefinições”, disse Dilma durante entrevista a rádios locais de Itajubá (MG), para onde viajou esta manhã a fim de inaugurar uma fábrica de transformadores de corrente e de potencial de até 550 (quilovolts) kV.

Perguntada sobre as últimas pesquisas, que mostram vitória dela em primeiro turno no cenário eleitoral que se desenha neste momento, a presidenta disse que tem que governar e não dá para cuidar das duas coisas simultaneamente. “Minha atividade principal é exercer até o último minuto que eu puder, de todos os dias, a Presidência da República. Então, acredito que, para as pessoas que queiram concorrer ao cargo, elas têm de se preparar, estudar muito, ver quais são os problemas do Brasil, ter propostas. Eu passo o dia inteiro governando. Então, veja que não é uma questão para a qual eu possa destinar toda a minha atenção.”

Segundo a presidenta, exercer a Presidência é bastante complexo e ela tem sido exigente consigo mesma e com todos os ministros para entregar os melhores serviços à população. “Temos a obrigação política, ética, moral de entregar para o povo brasileiro aquilo que ele demanda: melhoria na qualidade dos serviços, na qualidade de vida, um Brasil cada vez mais rico e mais respeitado internacionalmente.”

A fábrica inaugurada hoje por Dilma pertence à empresa Balteau Produtos Elétricos e é a única de transformadores de instrumentos de alta-tensão com capital 100% brasileiro. A nova unidade recebeu investimentos de R$ 50 milhões e tem capacidade para produzir anualmente 50 mil peças de baixa e média tensão e 2,3 mil de alta-tensão.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.