sexta-feira, 8 de Março de 2013 05:21h Carla Mariela

Presidente da AMM faz balanço sobre o III Congresso Mineiro de Vereadores

Para, Ângelo Roncalli, o encontro foi produtivo e contou com mais de 800 parlamentares

A Capital Mineira recebeu nos dias 05 e 06 de março mais de 800 vereadores no Dayrell Hotel, para participarem do terceiro Congresso Mineiro, o qual foi direcionado para os parlamentares. O objetivo principal do evento foi capacitar e orientar estes vereadores sobre qual é o direito e dever destes nas Câmaras Municipais e abordar também sobre as receitas dos Municípios.


De acordo com o presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), Ângelo Roncalli, que organizou o evento, o debate girou em torno de temas relevantes, como por exemplo, o funcionamento do regimento interno do Poder Legislativo, as ações que devem ser tomadas pelos parlamentares, dentre outros. Na ocasião o professor da Escola da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Antônio José Calhau, explicou para os legisladores municipais, que são eles que têm a prerrogativa constitucional de elaborar as leis, discutir e debater os problemas das cidades, fiscalizar os atos da administração e a execução das políticas públicas.


A novidade do terceiro Congresso foi a elaboração da primeira diretoria Executiva da Associação Mineira das Câmaras Municipais (AMICAM), que visa o fortalecimento das Casas Legislativas de Minas Gerais. A AMICAM foi formada pelo presidente Altair Nogueira, presidente da Câmara Municipal de Três Corações, pelo 1º vice-presidente vereador Sinval Cordeiro da cidade de Campos Altos, pelo 2º vice-presidente vereador Leonardo Pinheiro presidente da Câmara Municipal de Manga, o Secretário Geral Márcio Gonçalves Pinto vereador de Itaúna, além do tesoureiro e do Conselho fiscal.
Ângelo Roncalli finalizou dizendo que o evento foi positivo, compareceram representantes de mais de 450 cidades e a criação da AMICAM é um passo importante para o legislativo municipal de Minas Gerais. “A criação da Associação das Câmaras de Minas Gerais faz com que os vereadores tenham uma entidade que os representem a nível estadual, que oriente e qualifique ainda mais o Poder Legislativo Mineiro. Mas, acima de tudo vai servir para demonstrar o papel do vereador e ajudar os legisladores nessa caminhada tão difícil”, finalizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.