terça-feira, 17 de Julho de 2012 15:29h Carla Mariela

Presidente da AMM relata a importância da Associação no período eleitoral

A Associação Mineira de Municípios (AMM) é uma entidade política, que agrega todas as prefeituras do Estado de Minas Gerais. Desde o seu surgimento, muitos presidentes passaram por essa instituição. Cada um deles com o seu modo de administrar e desenvolver trabalhos em prol dos municípios mineiros. O primeiro presidente eleito foi no ano de 1968, conhecido como Celso Mello de Azevedo. Atualmente, quem coordena os trabalhos na associação é o prefeito de São Gonçalo do Pará, Ângelo Roncalli. A AMM está na sua 15ª gestão e a sua função é defender os interesses e os direitos das cidades mineiras, com a intenção de fazer com que elas tenham uma gestão eficiente. Ontem, em entrevista ao Jornal Gazeta do Oeste, Roncalli, explicou o papel da AMM na eleição 2012, uma vez que o processo eleitoral já começou.

 


Segundo, Ângelo Roncalli, a AMM é superpartidária, é uma entidade que representa todos os partidos. Para ele, o papel maior da associação durante o processo eleitoral, é trabalhar a questão política com os candidatos orientando-os com o que pode ou não durante a campanha. “A nossa função é alertar todos os candidatos juntamente com o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE/MG) sobre tudo que é permitido em uma campanha e o que não é permitido. O nosso desejo é que todos os candidatos seguindo as orientações e esclarecimentos sobre o processo político desse ano tenham boa sorte e sucesso nesse pleito eleitoral”, disse.

 

A AMM atua como estrutura de articulação política e se posiciona frente aos três poderes: executivo, legislativo e judiciário como representante de 853 municípios. Para atingir os seus ideais, a associação trabalha em parceria com gestores que possuem o princípio municipalista para a construção de um Estado com mais investimentos e melhorias; e consequentemente de um país mais estruturado. As suas ações são desenvolvidas em conjunto com os governos estaduais e federais.

 

Ao ser questionado, se após o resultado final da eleição, a Associação Mineira de Municípios, vai reunir com os candidatos escolhidos, para orientar como eles podem desenvolver uma gestão eficaz, Ângelo Roncalli, disse que o propósito da AMM é justamente esse. “Em novembro, nós vamos realizar o Congresso de Gestores Eleitos. Esse Congresso terá a parceria do Tribunal de Contas, Ministério Público, dentre outros órgãos. Nesse encontro, os novos gestores irão saber sobre a importância da escolha de um governo, serão transmitidos para todos, os bons exemplos de gestões, esclarecimentos de dúvidas e orientações para que realizem uma gestão eficaz, capaz de trazer melhorias para os seus respectivos municípios”, ressaltou.

 


Portanto, o objetivo da AMM é oferecer aos Municípios Mineiros, ferramentas, suportes, para que eles se tornem cada vez mais autônomos, por meio de uma gestão que apresente bons resultados. A associação também é estruturada para prestar consultoria nas áreas de saúde, jurídica, social, de educação, de economia, de meio ambiente, dentre outras. Por meio de suas áreas técnicas, a AMM, estabelece uma atuação capaz de ajudar cada Município a aperfeiçoar o seu mandato. Seus consultores, profissionais especializados na área pública, trabalham com estratégias de fortalecimento municipal, dando suporte aos prefeitos para as melhores condições de tomada de decisões.
Ângelo Roncalli, encerrou dizendo que a AMM vai continuar orientando os candidatos junto com o TRE, e após o resultado final das eleições em outubro, os nomes para representar os Municípios, serão convocados para participarem do Congresso de Gestores Eleitos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.