segunda-feira, 14 de Setembro de 2015 10:23h

Presidente da Assembleia Legislativa destaca harmonia entre Poderes em Minas Gerais

Orador oficial da Medalha JK, Adalclever Lopes afirma que o Estado dá exemplo de entendimento ao Brasil

Orador oficial da 20ª cerimônia de entrega da Medalha JK, realizada neste sábado (12/9), em Diamantina, Vale do Jequitinhonha, o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Adalclever Lopes (PMDB), destacou a harmonia entre os três Poderes em Minas Gerais. De acordo com o deputado estadual, que recebeu a Grande Medalha, o Estado é referência nacional de trabalho e parceria entre os Poderes e exemplo para o Brasil.
“Minas Gerais tem vivido um momento excepcional de harmonia entre os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, dando um exemplo tão necessário da busca e da prática do entendimento em função do bem comum”, observou. Lembrando a memória do ex-presidente e ex-governador Juscelino Kubitschek, mineiro de Diamantina, Adalclever Lopes afirmou que é preciso resgatar a “lição de entendimento e consenso” de JK para recuperar o crescimento econômico e o otimismo do povo brasileiro.
“Nesta etapa difícil de nossa história, para que possamos retomar a rota do crescimento, precisamos, urgentemente, observar a lição de Kubitschek. Precisamos, mais do que nunca, da autoestima que este excepcional mineiro trouxe para que o mundo de então deixasse de nos olhar apenas como o país do futuro. Com otimismo, JK construía o futuro e o presente da nação. É esse sentimento que precisamos resgatar”, acrescentou o orador.
O governador Fernando Pimentel, durante seu pronunciamento, também ressaltou o bom relacionamento entre esses Poderes em Minas Gerais e agradeceu aos presidentes da Assembleia e do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Pedro Bitencourt, pela parceria com o Executivo mineiro. “A harmonia no relacionamento entre os poderes assegura as repostas afirmativas que oferecemos aos desafios desta hora. O Legislativo, Judiciário e Executivo em Minas procuram cumprir o seu papel em plena sintonia com esta realidade, buscando convergência e resultados transformadores”, afirmou.

Legado de JK
Ao citar a trajetória política de JK,  Adalclever Lopes ressaltou a vocação do ex-presidente da República para integrar o país. Enquanto prefeito de Belo Horizonte, Juscelino “trouxe a cidade dos tempos ecléticos e positivistas de Aarão Reis para a modernidade, em uma ação aberta ao cosmopolitismo e ao progresso”.
Ainda segundo Lopes, ao governar Minas Gerais, JK centrou sua administração na energia elétrica e na abertura de estradas.  Ao idealizar a cidade de Brasília como capital federal, disse o deputado, JK deslocou o Brasil “do litoral para o centro, ganhando um coração e se articulando com mais equilíbrio em um corpo único”.

 

Créditos: Manoel Marques/Imprensa MG

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.