sexta-feira, 21 de Novembro de 2014 05:30h Jotha Lee

Presidente da Câmara propõe homenagem a um dos mais importantes políticos de Divinópolis

Novo estúdio da TV Câmara receberá o nome de Mauro Corgozinho Raposo

No dia 5 de julho de 2011, aos 79 anos, Divinópolis perdeu um dos políticos de maior importância na história da cidade. Embora tenha cumprido apenas um mandato como vereador, Mauro Corgozinho Raposo se destacou por sua relação próxima com os mais importantes homens que fizeram a história e construíram Divinópolis. Corgozinho deixou seu nome marcado pela competência literária, por sua real preocupação com o cidadão divinopolitano e por sua ética e honestidade na condução de sua vida pública.
Natural da cidade de Luz, Mauro Corgozinho Raposo chegou a Divinópolis em 1946 e tornou-se cidadão divinopolitano através do título de Cidadão Honorário que lhe foi concedido pela Câmara Municipal em 1989, através de indicação do ex-vereador Januário de Sousa Rocha Filho, o Tilinho.
Com um único mandato como vereador, embora tenha sido suplente por uma legislatura, Mauro Corgozinho se destacou por sua grande preocupação com os problemas sociais da cidade. Como farmacêutico, deixou uma frase marcante pouco antes de sua morte: “Não aproveitei a dor de doente que confiava em mim para tomar-lhe dinheiro. Contribuí na política para colaborar no bem estar do povo. Não sujei as minhas mãos com corrupção. Não quero nada, só preces! Se eu estiver em condições espirituais, ajudarei a todos – se Deus me pedir, claro!”
Mauro Corgozinho foi suplente de vereador na legislatura de 1963 a 1967 e, nesse período, substituiu os vereadores Nilo Maciel, Osvaldo Fernandes e Dulphe Pinto de Aguiar. Nas eleições de 1975 foi eleito vereador e ocupou uma cadeira na Câmara de 1977 a 1983. Foi presidente do Legislativo por dois mandatos. A ele são atribuídos alguns importantes feitos, como a criação da Agência Regional do Ipsemg e construção da Escola Estadual do bairro das Nações.
Além de suas funções públicas, Mauro Corgozinho foi juiz de paz e destacou-se na literatura, especialmente escrevendo biografias de divinopolitanos ilustres. Ainda podem ser encontrados no mercado os livros “Jovelino Rabelo” (2005), “Crônicas do Mauro” (2001), “Antônio Martins é História” (2000) e “Poder Legislativo de Divinópolis” (2002).

 

 

 

HOMENAGEM
Mauro Corgozinho já foi homenageado com o título de Cidadão Honorário de Divinópolis, mas agora seu nome ficará eternizado no Legislativo. Por iniciativa do atual presidente da Câmara, Rodrigo Kaboja (PSL), já está tramitando o Projeto de Resolução 19/2014, que dá o nome de Mauro Corgozinho aos novos estúdios da TV Câmara.
Em sua justificativa, Rodrigo Kaboja se aprofunda na biografia do homenageado e lembra que, além de político atuante, ele também exerceu várias outras atividades como, por exemplo, locutor da então Rádio Cultura, que o conduziu como locutor-propagandista das Casas Pernambucanas, percorrendo boa parte do país em um carro de som.
Lembrou ainda que Mauro foi presidente do Tupi Esporte Clube, tradicional equipe de futebol da cidade de Carmo do Cajuru, cujo grande adversário é o Sport. A título de exemplo e guardadas as devidas proporções, a rivalidade entre as duas equipes se assemelha a Cruzeiro e Atlético. Mesmo tendo presidido o Tupi, Mauro recebeu homenagem do grande adversário, como lembra o vereador Rodrigo Kaboja.
“Na área social, humanitária e cristã, Mauro aplicou os ensinamentos do divino mestre Cristo Jesus, ao socorrer os necessitados, procurando eliminar ou, se isso não fosse possível e suficiente, pelo menos aliviar-lhes a dor, a fome, o frio, a angústia, aflição ou quaisquer dependências que os privassem da possibilidade de serem felizes, distribuindo-lhes medicamentos, alimentos, roupas, palavras de amor, carinho, esperança, fé e sorriso sincero”, finaliza o presidente da Câmara.

 

 

 

Crédito: Divulgação

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.