quarta-feira, 31 de Outubro de 2012 04:15h Gazeta do Oeste

Presidente da Fiesp tem interesse em disputar governo de São Paulo em 2014

 O presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, deu o primeiro lance na eleição ao governo de São Paulo, ao afirmar que tem interesse em disputar o cargo em 2014. Ele reconheceu que é "muito cedo" para o processo deslanchar, mas desde já se coloca à disposição de seu partido, o PMDB, como pré-candidato. Skaf disse que vai "lutar" no momento certo pela sua candidatura.

Ele esteve nesta terça-feira com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) para tratar da votação da medida provisória 579 que trata da renovação das concessões de geração, transmissão e distribuição de energia.

Para Skaf, o aumento do número de empresários eleitos para as prefeituras atende às expectativas do eleitor de resultados práticos na administração das cidades. "Eu acho que as pessoas querem ver resultados, querem ver serviços públicos de qualidade segurança pública, mobilidade urbana, infraestrutura", disse.

O presidente da Fiesp entende que, além da visão política, o gestor de Estados e municípios tem de ter "a gestão de qualidade que dê resultado concreto às pessoas". "É isso que todo mundo está procurando. O empresário tem a vocação natural de empreender e buscar resultados", alegou. "Caso contrário, ele não tem sucesso. Então, sem dúvida, creio que exista aí uma possibilidade muito boa em 2014 para nós termos sucesso. Vamos lutar por isso no momento certo."

Filiado ao PMDB em maio do ano passado, Paulo Skaf entende que, a exemplo do seu partido anterior, o PSB, os peemedebistas têm o que comemorar na eleição municipal. Ele lembrou que o partido elegeu 89 prefeitos e 69 vice-prefeitos no Estado de São Paulo e que disputou a prefeitura da capital com candidato próprio.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.