quinta-feira, 7 de Março de 2013 05:24h Carla Mariela

Presidente do PSDB de Divinópolis fala sobre apoio partidário à candidatura de Aécio Neves à presidência

Luiz Gonzaga Militão afirma que Aécio Neves é o nome do partido principalmente em Minas Gerais

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), durante um evento em Goiânia organizado pelo governador Marconi Perillo (PSDB-GO), na última segunda-feira (04), tentou desviar de algumas perguntas sobre a sua possível candidatura à presidência do Brasil. Porém, após algumas especulações, ele aderiu ao clima de campanha. Nesta última terça-feira (05), o presidente do PSDB de Divinópolis, Luiz Gonzaga Militão, ressaltou em entrevista, sobre a importância do nome do Senador Aécio Neves para a candidatura de presidente. Na ocasião, ele disse que o apoio do PSDB é irrestrito. Conforme, Luiz Militão, o Senador Aécio Neves, já era nome na eleição passada para presidente, mas não houve a viabilização da nomeação naquela época em nível de Brasil e foi José Serra que saiu como candidato.


Embora José Serra tenha sido nomeado como candidato a presidência, segundo as informações vindas de Luiz Militão, Aécio Neves, continua em um quadro diferente em função das duas derrotas consecutivas do Serra, sendo a primeira para presidente e depois para a prefeitura de São Paulo. Para Militão, o nome do Aécio Neves ganhou espaço no PSDB nacional pelos resultados das eleições de Minas, inclusive, da capital e do interior. Ele relembrou que Aécio Neves foi governador de Minas, reeleito e reelegeu o Antônio Anastásia, além disso, elegeu também o Senador Eliseu Resende e o Senador Itamar Franco.


Luiz Gonzaga Militão destacou que o Senador teve uma eleição expressiva como a dos políticos mais votados do país. Entretanto, ele ainda afirmou que Aécio Neves é um nome vitorioso na sua trajetória política, além de ser credenciado pelo Governo de Minas. Dessa forma, Militão adiantou para a Gazeta do oeste que o PSDB estará articulado sim e vai buscar alianças para a candidatura de Neves em todo o Estado e país.

Sobre quais os partidos que o PSDB pretende ter como aliado para contribuir com a candidatura do Senador à presidência, Luiz Militão, explicou que o PSDB possui no PT que é o atual detentor do Governo Federal e o PMDB que é um parceiro, naturais adversários neste momento, mas o Aécio Neves sempre teve ótima articulação com o PMDB e segundo Militão o Senador vai tentar negociar com este partido. Já com os demais partidos haverá uma tentativa de aliança a favor do Brasil, ou seja, uma aliança diferente em um projeto de país e não em um projeto de poder partidário. Militão preferiu dizer que com exceção do PT, Aécio Neves poderá tentar uma negociação com todos os outros partidos.

Visando a eleição de Vladimir Azevedo (PSDB) para prefeito de Divinópolis, quando questionado se Militão saberia responder aproximadamente qual o tamanho do eleitorado no Município para a possível candidatura de Aécio Neves para presidência, este argumentou dizendo que a eleição do presidente é totalmente desvinculada da eleição municipal. “Não pode haver a matemática simples da seguinte maneira, quem não votou no Vladimir para prefeito normalmente não vai votar no Aécio Neves, porque se voltarmos a dois anos, o resultado da eleição do Antônio Anastasia aqui foi o resultado parecido com o que a Dilma Rousseff também teve, então o eleitor desvincula tudo isso. Não dá para falar o tamanho do eleitorado porque Aécio virá como fato novo, como primeira vez a candidato a presidência resgatando historicamente o legado de Tancredo Neves, mas, sobretudo, com uma proposta muito clara de um Brasil diferente, de um Brasil novo, orgulhosamente defendendo o projeto e os governos que o PSDB teve e que mudaram o Brasil no combate a inflação, no fortalecimento da economia, nas privatizações que melhoraram telefonias, no setor automobilístico, em síntese as privatizações que melhoraram o setor siderúrgico, tudo que foi feito pelo PSDB e que mudou o Brasil”, enfatizou.

Ainda conforme Militão, Aécio Neves tem uma proposta de redistribuição dos recursos que hoje são muito concentrados pelo Governo Federal, com maior participação e maior autonomia dos Municípios. Ele fez isso em Minas e quer fazer a nível de Brasil, será um debate ideológico muito bem defendido e muito ritmado pelo Senador rumo a presidência da República.

Quando a reportagem perguntou para Luiz Militão, se o encontro que o prefeito de Divinópolis teve com o Fernando Henrique recentemente em Belo Horizonte, tinha a ver com a candidatura de Aécio Neves, este respondeu que na verdade o encontro foi de Fernando Henrique com Minas Gerais onde o tema foi: “Minas pensa o Brasil”. Ele finalizou a entrevista confirmando que Vladimir Azevedo participou deste encontro onde também estavam presentes prefeitos de diversos partidos, assim como deverá também participar da campanha de Aécio Neves.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.