Príncipe herdeiro do trono brasileiro vem à Divinópolis

Dom Bertand de Orléans irá se reunir com prefeito Vladimir e autoridades locais

A comunicação da Câmara foi informada pela comunicação da Prefeitura que o Presidente da Câmara de Vereadores de Divinópolis, Anderson Saleme, será convidado a participar da recepção ao príncipe herdeiro da coroa monárquica brasileira, Dom Bertrand de Orléans e Bragança que vem à Divinópolis dia 29 de fevereiro. O príncipe chega à cidade às 10h30 e será recebido na Av. JK em frente ao Corpo de Bombeiros e escoltado por batedores da Settrans. Dom Bertrand participará da celebração de uma missa que será realizada às 11h00, na Catedral do Divino Espírito Santo. O príncipe, logo após a celebração, terá um encontro reservado com com o prefeito Vladimir Azevedo acompanhado de autoridades locais. Esta será a primeira vez que Divinópolis recepcionará um herdeiro da coroa brasileira e será um momento significativo das comemorações do centenário de Divinópolis.

SOBRE O PRÍNCIPE
Dom Bertrand Maria José Pio Januário Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orléans e Bragança e Wittelsbach, nasceu em Mandelieu, França, no dia 2 de fevereiro de 1941. O príncipe de Orléans e Bragança, é o atual príncipe imperial do Brasil desde 5 de julho de 1981, quando seu irmão mais velho, D. Luís Gastão, assumiu o posto de Chefe da Casa Imperial Brasileira, herdado do pai. É o terceiro filho varão de D. Pedro Henrique de Orléans e Bragança, então Chefe da Casa Imperial Brasileira, e de D. Maria Isabel da Baviera. Dom Bertrand de Orléans é bisneto da Princesa Izabel que assinou a Lei Áurea que libertou os negros escravos.
O príncipe passou a infância na Europa, durante o exílio da família imperial brasileira, em plena Segunda Guerra Mundial(1939-1945). Veio para o Brasil em 1945, juntamente com os pais e três irmãos. Passou o restante da infância entre o Rio de Janeiro e Petrópolis, e a juventude entre o Paraná e São Paulo, aonde fora enviado para estudar. D. Bertrand se formou em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Reside com o irmão, D. Luís, no bairro do Pacaembu, na cidade de São Paulo. É um antigo expoente das causas da elite católica conservadora.
Solteiro, tem como herdeiro imediato o seu irmão D. Antônio João de Orléans e Bragança. Além de príncipe imperial do Brasil, conforme a constituição brasileira de 1824, é o comendador-mor da Imperial Ordem de Nosso Senhor Jesus Cristo e grão dignitário-mor da Imperial Ordem da Rosa, além de grã-cruz de todas as outras ordens brasileiras e bailio grã-cruz da Ordem Constantiniana de São Jorge, da Realeza Napolitana.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.