quarta-feira, 12 de Dezembro de 2012 05:54h

Projeto de remanejamento da Via Férrea é apresentado à FCA

O valor total em recursos previsto para esta obras é de aproximadamente R$ 200 milhões de reais.

A Prefeitura Municipal de Itaúna realizou na última segunda feira(10), um importante encontro com autoridades municipais, representantes de instituições e entidades, imprensa e o gerente de relações institucionais da (FCA) Ferrovia Centro Atlântica, José Osvaldo Cruz. O prefeito em exercício Pedro Paulo Pinto destacou a importância do encontro cuja proposta foi apresentar a todos,principalmente ao representante da FCA , o projeto de remanejamento da via férrea para fora do perímetro urbano do município.
O projeto executivo de engenharia para remanejamento da via férrea de Itaúna já está finalizado e aprovado pelo DNIT - DepartamentoNacional de Infra estrutura de Transportes, do Ministério dos Transportes, através da portaria nº 385, assinada pelo Diretor de Infraestrutura Ferroviária Mário Dirani, no dia 19 de abril de 2012. Após a elaboração do projeto pelo Município, devidamente aprovado pelo DNIT e entregue à FCA, o próximo passo seria efetivamente a contratação da obra de remanejamento, a qual, havendo interesse das partes, bem como o aporte de recurso financeiro se dará na esfera federal e será executada rigorosamente nos termos do projeto executivo já elaborado e aprovado.
A apresentação do projeto foi feita pelo Prefeito Municipal em exercício, Pedro Paulo Pinto, o qual destacou os pontos de maior relevância para o Município, por ocasião da efetivação desse empreendimento. O grande empenho da administração foi decisivo na busca de recursos e interesse para que o projeto de remanejamento da via férrea chegasse à sua conclusão. O processo foi longo e só foi possível graças ao comprometimento de todos que trabalharam para saneamento de uma série de implicações e normas técnicas intrínsecas à viabilidade do remanejamento.
O gerente da FCA, José Osvaldo Cruz parabenizou o Município de Itaúna pela concretização do projeto, cuja finalidade primordial é proporcionar mais segurança aos usuários, além de ampliar as condições de mobilidade urbana no município. Entre os benefícios citados por José Osvaldo estão a redução de poluentes, de ruídos, segurança para travessia de pessoas e veículos, além da devolução das áreas de domínio público para o DNIT, que poderão ser readequadas para melhorar ainda mais as condições de trânsito em Itaúna.
De acordo com o gerente de relações institucionais da FCA, a responsabilidade de execução da obra de remanejamento da via férrea é do DNIT. A FCA é apenas a responsável pela administração da malha ferroviária federal, manifestando na oportunidade, o grande interesse na concretização desse remanejamento. Disse ainda: “Já fizemos a análise do projeto de remanejamento da via férrea de Itaúna e com a aprovação pelo órgão competente nós buscaremos contribuir para que o DNIT acelere o processo para execução das obras”. José Osvaldo destacou que embora os trilhos estejam encravados na maioria dos municípios mineiros, poucos possuem um projeto de tamanha importância como o de Itaúna.
O remanejamento da via férrea terá um novo traçado passando de 37,5 para 23,5 km e além disso contempla a construção de dois túneis, dois viadutos e um moderno sistema de sinalização.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.