quinta-feira, 14 de Junho de 2012 13:29h Carla Mariela

Projeto de Semana Municipal da Adoção é aprovado

A proposta visa ressaltar a importância da adoção tanto para os pais que não podem ter filhos, quanto para as crianças que de alguma forma foram abandonadas pelos pais

O projeto que visa à criação da Semana Municipal da Adoção e do Menor Carente em Divinópolis, de autoria da Dr. Heloísa Cerri (PV), foi votado na Câmara Municipal e aprovado por unanimidade pelos parlamentares presentes no plenário legislativo na última Reunião Ordinária. Um dos objetivos desse projeto é fazer com que hajam campanhas de conscientização em relação ao tema Adoção e Menor Carente, por meio de palestras, seminários e debates.

 


No dia 25 de maio é comemorado o dia da Adoção, essa data foi estabelecida em 1996, no Encontro Nacional de Associações e grupos de Apoio à adoção. Nesse dia muitas mulheres que não podiam ter filhos comemoram o ato da adoção, por ter adotado aquelas crianças que por algum motivo não possuíam pais. Foi pensando no menor carente e abandonado que a parlamentar criou a proposta.

 

Com a aprovação dessa semana da adoção, diversas atividades poderão ser desenvolvidas para estimular a proteção e apoio à criança carente e abandonada. Além disso, palestras poderão orientar as famílias e a sociedade em relação ao seu papel na educação de cada criança adotada. O intuito da Semana da Adoção é também fazer com que por meio de debates as famílias coloquem em prática o gesto de adotar uma criança. A ideia é fazer com que as crianças tenham a oportunidade de ter um lar e uma família definida.

 

Durante a votação da proposta, a Dr. Heloísa Cerri, em sua justificativa do projeto de lei, PLCM33/2012, ressaltou a importância da aprovação. “Esse projeto é o maior incentivo para a adoção, que é um ato de amor. Esse projeto vai chamar a atenção da população para esse assunto e aquela criança que já tem a rejeição do abandono, o fato dela ser escolhida, já vai aliviar a dor desse abandono. Muitas questões devem ser debatidas, principalmente, sobre o sistema legal de adoção que precisa de aperfeiçoamento, afim de que pais e filhos não se sintam sozinhos na sua experiência particular de família constituída pelos laços de afeto. As questões devem ser debatidas na Semana Municipal da Adoção e do Menor Carente”, disse.

 

O projeto foi votado e aprovado por unanimidade pelos vereadores da Casa Legislativa na 34ª Reunião Ordinária.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.