quarta-feira, 26 de Agosto de 2015 11:03h Atualizado em 26 de Agosto de 2015 às 11:08h. Jotha Lee

PSB se reforça para lançar candidato a prefeito em Divinópolis

Ângelo Roncalli não desmente boatos sobre sua candidatura

O ex-prefeito de São Gonçalo do Pará, Ângelo Roncalli, falou ontem sobre os boatos políticos que circularam na semana passada, dando conta de que ele estaria trabalhando nos bastidores para concorrer à sucessão do prefeito Vladimir Azevedo (PSDB). Roncalli atribuiu a ligação de seu nome a uma possível candidatura às conversas que vem mantendo com lideranças empresariais e políticas de Divinópolis, com o objetivo de se criar alternativas de crescimento para a cidade. Segundo ele, a ideia é criar um grande conselho permanente de desenvolvimento para pensar o futuro da cidade. “A ideia é fazer um diagnóstico de Divinópolis para se chegar às prioridades do que queremos para a cidade. Se isso avançar, concomitante com outras ações, a gente pode ter resultados. O que estamos propondo é um grande pacto em favor de Divinópolis”, explica.
Ângelo Roncalli afirma que isso só será possível com um pacto que envolva todos os partidos políticos. “Havendo esse pacto, quem se lançar candidato vai ter que obrigatoriamente assinar um compromisso para levar adiante as propostas”, afirma. “Na hora da disputa política, cada um vai ter seu candidato, sua posição, mas na hora de pensar um pacto pela cidade, todos têm que buscar essa convergência, só que cada um por si só não vai conseguir liderar esse movimento por causa das rixas políticas que existem”, acrescenta.
Embora residindo em Divinópolis, Ângelo Roncalli continua com seu domicílio eleitoral em São Gonçalo do Pará, onde foi vereador, vice-prefeito e prefeito por dois mandatos consecutivos, no período de 2005 a 2012. Ele não confirma nem desmente os boatos de uma possível candidatura a prefeito de Divinópolis e garante que seu nome foi citado após o início das conversas sobre a implantação desse pacto. “Primeiro que ninguém é candidato por si só. Muito mais do que você falar em candidatura, você tem que falar em projetos. E é nisso que eu quero contribuir”, salienta.

 

PSB
O ex-prefeito de São Gonçalo do Pará, que em 2014 foi candidato a deputado estadual pelo PR, obtendo 14.400 votos, está deixando a legenda. Vai filiar-se ao PSB, ficando como coordenador do partido no Estado. O convite para o cargo partiu do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, que assumiu a presidência do PSB estadual esse ano. “A intenção, em termos de política partidária, é fazer do PSB o terceiro ou quarto partido no Estado após as eleições de 2016”, explica.
Ângelo Roncalli informou ainda que a anunciada fusão PSB/PPS não vai mais acontecer, embora as conversas tenham chegado muito próximo a isso. “Essas conversas aconteceram em outro estágio e isso ficou muito próximo de acontecer. Por interesses na Câmara Federal, de outros parlamentares, isso não avançou. Para 2016 isso não ocorrerá, mas para 2018 há muitas possibilidades de ter essa convergência”, esclarece.
Uma das metas prioritárias do PSB é reativar a Comissão Provisória do partido que está inativa em Divinópolis. Roncalli confirmou a filiação do presidente da Fiemg Regional Centro-Oeste, Afonso Gonzaga, que deverá assumir a presidência do PSB na cidade. Disse que, como coordenador do partido, está mediando novas filiações para o PSB divinopolitano. “Estamos fazendo essa grande interlocução, a fim de trazer grandes lideranças para o partido, principalmente lideranças que tenham essa visão nova de fazer política”, pondera.
Segundo Ângelo Roncalli, é orientação de Márcio Lacerda que o partido lance candidatura a prefeito em 2016 em todas as cidades de Minas com mais de 50 mil habitantes. Para alinhar a legenda a essa realidade na região, Divinópolis será sede do encontro regional do PSB, com data ainda ser marcada. Nesse encontro, Roncalli e outros novos filiados assinarão as fichas de filiação, que serão abonadas por Márcio Lacerda, presença já marcada para o evento.
Sobre a possível candidatura a prefeito de Divinópolis, Roncalli não diz nem que sim, nem que não.  Diz que tem o projeto de criar um pacto político e desenvolvimento para Divinópolis e afirma que o PSB, que passa por um processo de reestruturação na cidade, poderá ter candidatura própria como também poderá fazer dobradinha. Diz que não se coloca como eventual candidato, mas deixou uma possibilidade no ar. “Eu não me coloco na condição de candidato. É uma discussão que será feita entre todos que estão vindo para o partido”, finaliza.

 

Crédito: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.