sexta-feira, 13 de Novembro de 2015 11:19h

PSDB apresenta nota de repúdio ao presidente da Câmara, sugerida por Domingos Sávio

O partido quer afastamento de Eduardo Cunha à frente da casa

Acatando a sugestão do Deputado Federal Domingos Sávio (PSDB-MG), a bancada do PSDB subscreveu uma nota posicionando-se favorável ao afastamento imediato do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do cargo que ocupa. Investigações apontam que o peemedebista tem contas na Suíça e é apontado com envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras.  As acusações contra Eduardo Cunha vão ser analisadas pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados.
De acordo com a nota do PSDB, as entrevistas dadas pelo presidente no último final de semana são conflitantes, visto que existem acusações inclusive de desvio de dinheiro para contas no exterior em nome de Eduardo Cunha e de seus familiares.
"Ele não se explicou, não convenceu a bancada, não teve provas, nem respaldo. Não estou julgando, quem vai julgar é o Conselho de Ética, mas diante do exposto, pedimos o afastamento do presidente. Deixamos claro que não pactuamos com qualquer tipo de corrupção", explicou Domingos Sávio.
O parlamentar afirmou que o PSDB possui dois membros no conselho de ética e eles votarão baseados nos fatos e provas, que são contundentes.

 


Impeachment da Presidente
Domingos Sávio alertou ainda que, ao contrário do estão ventilando na tentativa de descredibilizar a posição do partido, não há nenhuma negociação com o presidente da Casa e que com relação ao pedido de impeachment da Presidente Dilma Rousseff, o partido continua apoiando.
"Circulou-se de que o PSDB pode mudar sua posição e apoiar o presidente Eduardo Cunha e até mesmo votar em defesa dele se ele entrar com o processo de impeachment. Isso é uma alucinação. Continuamos com a nossa posição de afastamento imediato do Eduardo Cunha e não vai mudar", finalizou Domingos Sávio.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.