Revisor condena Romeu Queiroz por corrupção

 O ministro revisor do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, condenou o ex-deputado Romeu Queiroz (PTB-MG) por corrupção passiva e absolveu da acusação de lavagem de dinheiro. O relator, Joaquim Barbosa, tinha condenado o ex-deputado pelos dois crimes.

Lewandowski afirmou estar configurado o recebimento de vantagem indevida pelo ex-parlamentar. "Estou concordando com o relator na parte relativa à corrupção passiva. Como puderam verificar, a implicação de Romeu Queiroz é evidente, ele pede dinheiro e é o articulador de repasse entre o partido e terceiros".

O revisor reiterou seu entendimento de que não há o crime de lavagem porque o recebimento foi uma consequência da corrupção passiva. Para ele, o fato de o réu ter se valido de intermediário para o recebimento é apenas um modo de receber propina, típica do crime de corrupção.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.