quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2013 05:54h Carla Mariela

Rodyson Krisitnamurt explicou sobre o cancelamento da aquisição de veículos para a Câmara

Ele afirmou que o fato ocorreu devido às contenções de gastos e que será necessária a compra de alguns carros que não estejam dentro do contrato

O presidente da Câmara de Divinópolis, Rodyson Kristinamurt (PSDB), esclareceu para a Gazeta do Oeste, em entrevista, que como a Câmara Municipal de Divinópolis está passando por um período difícil financeiramente, um período melindroso devido ao choque de gestão, infelizmente esse serviço que é prestado para a comunidade vai ter que ser interrompido parcialmente.
De acordo com o presidente, ele já cancelou o contrato de terceirização de veículos dos gabinetes dos vereadores. Segundo Rodyson Kristinamurt, ele está verificando o que será feito a partir de agora, pois a casa precisa de veículos, por exemplo para ir a Belo Horizonte resolver problemas no Tribunal de Contas, Assembleia, Prefeitura, TV Câmara, financeiro, comissões, enfim, os vereadores precisam, pois isso é inevitável. O presidente completa “O que nós vamos fazer é o seguinte, é comprar alguns veículos para o patrimônio, com chapa branca, com adesivo: “A serviço exclusivo da Câmara Municipal”, providência que não havia e esses veículos vão estar dentro da lógica que já existe na Câmara, que é o setor de divisão de transportes, vão existir um controle, uma vez que o vereador que precisar vai ligar, vai agendar e o carro vai estará à disposição com o motorista para fazerem as atividades parlamentares”, afirmou.
Conforme Rodyson, o carro não poderá ser utilizado nos finais de semana e nas noites, somente no horário comercial de manhã à tarde para as atividades parlamentares, administrativas e TV Câmara. Ao ser questionado sobre quantos carros serão comprados para atender a demanda dos vereadores, uma vez que houve o cancelamento do contrato de locação dos veículos, o presidente respondeu que ainda não sabe quantos carros serão porque ele depende de dotação, depende de receita, de vários outros fatores, como por exemplo, da Procuradoria, Controladoria, da Secretaria-Geral e do Jurídico em geral para que ele possa saber qual o melhor plano, se é a compra de três, cinco, ou se seriam oito veículos. “Ainda não sabemos quantos carros serão, mas oito carros eu acho que é o limite máximo para poder conseguir reduzir gastos, gasolina  e despesa de aluguel de carros”, destacou.
O presidente então ressaltou que o processo licitatório para a locação de veículos, para a contratação de empresas especializada na prestação de serviço de locação de veículos que estava previsto para este mês de Fevereiro foi revogado. Com o cancelamento do contrato, Rodyson Kristinamurt, disse que precisamente ele não consegue dizer qual o valor que será reduzido na Câmara Municipal, mas conforme o presidente, serão aproximadamente mil e duzentos reais por cada carro, fora o carro que é adaptado que possui um valor a mais e que só está tomando esta atitude para conter gastos na Câmara.
Foto: cancelamento de contrato de locaçao de veiculos fotos carla mariela

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.