sábado, 27 de Outubro de 2012 03:50h Gazeta do Oeste

Ruas livres de santinhos durante o segundo turno em Minas

Para evitar que a enxurrada de santinhos nas ruas e a propaganda irregular se repitam no segundo turno, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) sugere aos candidatos das quatro cidades mineiras que terão votação domingo – Contagem, Juiz de Fora, Montes Claros e Uberaba – que deixem nos batalhões da Polícia Militar, na noite de hoje, todo o material de campanha não utilizado. A recomendação foi enviada ontem aos políticos. A ideia foi inspirada em um acordo feito entre promotores eleitorais e os candidatos à Prefeitura de Uberaba, no Triângulo Mineiro, onde, entre outros acidentes ocorridos devido a papéis espalhados nas calçadas, uma senhora caiu e fraturou o fêmur.

O promotor eleitoral de Uberaba, José Carlos Fernandes Júnior, ressaltou que o acordo nada mais é do que uma reafirmação do que já prevê a legislação que proíbe campanha no dia do pleito. “Além disso, é preciso que fique bem claro que no dia da eleição o grande protagonista é o eleitor, que precisa ter tranquilidade para votar”, observou. O termo de compromisso assinado entre os promotores e os candidatos Antônio Lerin (PSB) e Paulo Piau (PMDB) na quarta-feira prevê que todo o material publicitário depositado pelas coligações será doado para a Cooperativa de Recolhedores Autônomos de Resíduos Sólidos e Líquidos de Uberaba (Cooperu).

Nas outras cidades, conforme ofício enviado pelo TRE aos políticos, a intenção também é dar destinação ambientalmente correta às sobras do material de propaganda. Os candidatos poderão entregar os santinhos, folders, cartazes, panfletos e outros impressos das 22h às 24h aos batalhões – exceção de Uberaba, onde o horário será das 22h às 23h. A distribuição de material gráfico, carreata, carro de som, cavaletes só é permitida até as 22h de hoje. A iniciativa do TRE faz parte da campanha “Sujeira não é legal” e tem a parceria da Polícia Militar de Minas Gerais.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.