segunda-feira, 11 de Novembro de 2013 04:37h Carla Mariela

Salvação do HSJD

Secretário garante que recursos estão garantidos

O Secretário Nacional de Atenção à Saúde, Helvécio Magalhães, visitou o Hospital São João de Deus (HSJD) ontem, por solicitação do deputado federal, Jaime Martins (PSD/MG). Após permanecer dentro de uma sala de reunião da instituição à portas fechadas, com a presença de vereadores de Divinópolis, o vice-prefeito Rodrigo Resende, promotores do Ministério Público, com o superintendente do hospital. Afrânio Emílio, deputado estadual Fabiano Tolentino (PPS/MG), dentre outras autoridades; o secretário atendeu a imprensa.

 


De acordo com o secretário, Helvécio Magalhães, o encontro deu mais um passo importante, uma vez que já haviam sido realizadas várias reuniões em Belo Horizonte e em Brasília sobre o plano de recuperação do HSJD. Segundo ele, ontem nesta nova reunião, foram atualizadas informações de como a instituição se encontra, a sua evolução, porque são dois meses de processo de intervenção.
Segundo o secretário, o balanço que ele faz é positivo, porém, é preciso melhorar ainda mais, embora tenham que ter mais aprimoramentos, os primeiros passos já estão sendo dados, já estão sendo cumpridos.

 


Ainda de acordo com Magalhães foi refeito um contrato que terá agregação de valor muito significativo pelo Ministério da Saúde, com apoio do governo do Estado e a gestão da prefeitura. “O hospital estava num caminho muito ruim, porque ía fechar, nós temos que assumir que isso era um problema grave para saúde de toda região do centro-oeste, mas estamos invertendo a situação para que o hospital possa ser cada vez mais a grande referência de saúde da alta complexidade, referência também para urgência. A solução está sendo dada a cada dia, nós temos algumas prioridades absolutas, a questão da ortopedia, é um exemplo, ela terá que ser equacionada”, disse.

 


O secretário afirma que já estão garantidos mais recursos, mas que isso depende de um conjunto de medidas, principalmente, na renegociação da dívida bancária que é astronômica. “Estamos cuidando disso na Caixa Econômica Federal com apoio decidido do governo Federal, da alta direção da Caixa. O deputado Jaime Martins tem feito esta interlocução com o apoio do Ministério da Saúde. A questão das demais dívidas está sendo equacionada com os fornecedores. Estamos finalizando nova contratualização com nova regra do Ministério da Saúde, com recursos adicionais dentro do novo contrato”, declarou.

 


Sobre a transformação da instituição em Hospital Escola, o secretário informou que a Universidade Federal São João Del Rey no campus em Divinópolis é parte da solução para o HSJD. Segundo ele, portanto não só o hospital, como outros da região, ter uma universidade com recursos do governo federal é muito bom para a cidade, melhora a assistência e o corpo clínico do hospital. Além disso, ele completou que Divinópolis precisa do programa “mais médicos”.

 


Sobre o programa Pro-SUS, Magalhães, relatou que na contagem geral das dívidas; a dívida tributária não é a que pesa mais até porque ela foi equacionada com empréstimo bancário, mas de qualquer forma o Pros-SUS veio para dar garantia de que vai ter um plano de recuperação e um certificado que vai garantir acesso ao todos os empréstimos que já está sendo negociado.

 


O deputado federal, Jaime Martins, em entrevista abordou que está trabalhando para que este plano de recuperação do HSJD possa ser cada dia mais viável e que a vinda do secretário garante a presença forte do governo federal. “Os problemas nos traz preocupações, ninguém gosta de ver um hospital ameaçado de fechar, mas a vinda do secretário nos agradou”, encerrou.
O superintendente do HSJD, Afrânio Emílio, destacou que no 1º semestre de 2014 já há a expectativa de trabalhar com o caixa já apresentável.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.