terça-feira, 27 de Janeiro de 2015 09:16h Jotha Lee

Santa Casa de Formiga perdeu R$ 1,2 milhão por inadimplência

Jaime Martins anuncia liberação de recursos para entidade através de emenda ao orçamento

A Fundação Santa Casa, da cidade de Formiga, organização que administra a UPA 24h em Divinópolis, vive a maior crise financeira de sua história e, de acordo com fontes ligadas à unidade, corre o risco de suspender alguns serviços. Mergulhada em uma dívida de R$ 16 milhões, a Fundação sofreu intervenção em dezembro do ano passado, com o afastamento do então provedor Geraldo Couto e de toda a mesa administrativa.
O deputado federal Jaime Martins (PSD), usou ontem sua página em uma rede social para anunciar que a Santa Casa firmou convênio para receber R$ 1,3 milhão, provenientes de uma emenda individual de sua autoria ao orçamento da União. De acordo com o site da Câmara dos Deputados, a emenda à qual o deputado se refere totaliza R$ 1,5 milhão e, além da Fundação Santa Casa, os recursos também serão rateados com a Associação de Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas (Acccom) e mais 16 entidades filantrópicas de outras cidades da região.
O deputado revela que em 2013 a Santa Casa de Formiga perdeu uma verba de R$ 1,2 milhão por inadimplência, comprovando que as dificuldades da entidade se arrastam há anos. A verba, proveniente de uma emenda parlamentar individual feita por Martins, constava do orçamento da União, não sendo liberada em função das irregularidades administrativas.

 

SOLUÇÕES
O vídeo postado pelo deputado federal na rede social foi gravado em seu escritório de Belo Horizonte, durante reunião com lideranças da cidade de Formiga. No encontro, Jaime Martins admitiu que é preciso adotar ações enérgicas para evitar danos mais graves à Santa Casa, provenientes da atual crise. “A gente precisa agir rápido buscando soluções para que não haja risco de fechamento de qualquer serviço”, afirmou. “A Santa Casa é a instituição de saúde mais importante da cidade, pois atende e acolhe a população, e ainda gera muitos empregos”, acrescentou.
O deputado do PSD diz que acompanha as atividades da Santa Casa há 15 anos e que sempre tem contribuído com alocação de recursos para que a Fundação “possa adquirir novos equipamentos e fazer investimentos para garantir sempre o melhor atendimento. Todas as demandas chegadas ao meu gabinete foram encaminhadas e solucionadas”, assegurou.
O deputado pediu uma reunião entre as lideranças, mesa administrativa da Santa Casa e promotoria, para tentar viabilizar uma solução em curto prazo. “Minha preocupação é com a sobrevivência da instituição e com o serviço prestado à população”, finalizou.

 

Crédito: PSD/Câmara

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.