segunda-feira, 12 de Janeiro de 2015 12:36h

Secretária de Estado de Educação reúne-se com representantes do Sind-UTE

Encontro desta segunda-feira (12) marcou a primeira agenda oficial da Secretaria com o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais

A secretária de Estado de Educação, Macaé Evaristo, recebeu, na manhã desta segunda-feira (12), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, representantes do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE). O encontro marca a primeira agenda oficial com o sindicato.

A entidade apresentou para a secretária as principais reivindicações da categoria e listou pontos, no setor pedagógico, de infraestrutura, de pessoal e administrativo, os quais gostaria que fossem analisados pelo órgão.

A secretária Macaé Evaristo avaliou positivamente a primeira reunião de trabalho com o Sind-UTE após assumir a pasta. “Foi uma boa reunião. Uma reunião, inicialmente, de conhecimento. Mas que teve como ponto central a resolução que publicaremos sobre o quadro de escola que é muito importante. Essa resolução orienta os trabalhos do inicio do nosso ano letivo de 2015”. A secretária ressaltou, ainda, a importância do diálogo com as entidades que representam os profissionais da Educação. “O sindicato apresentou pontos que eles consideram importantes para nossa avaliação e nós teremos, agora, essa semana de trabalho para finalizar e publicar a resolução do quadro de escola. Vamos procurar acolher as demandas apresentadas de acordo com a capacidade que nós temos para assumi-las”, destacou.

Para a coordenadora-geral do Sind-UTE, Beatriz Cerqueira, as expectativas a partir do encontro são as melhores. Segundo ela, a importância dessa reunião é porque marca o início do diálogo. “A categoria tem uma grande expectativa de que a gente possa reconstruir a educação em Minas Gerais. E a reconstrução passa pelo diálogo, uma via de mão dupla, de ouvir o que a categoria pensa e de tentar resolver os problemas. Então, a importância desse encontro é o início do diálogo e o início da organização da escola, no sentido de resolver os problemas pendentes e de dar ao trabalhador, e essa é a busca do sindicato, o reconhecimento dos seus direitos e uma tranqüilidade na sua condição funcional. Espero que a gente consiga construir isso já para o início do ano letivo para que a gente possa enfrentar o nosso grande desafio, que é a questão do pagamento do piso salarial”, afirmou.

Agenda permanente  

A secretária de Estado de Educação reiterou o compromisso de estabelecer um espaço de diálogo permanente com os educadores mineiros. Para Macaé Evaristo, encontros e reuniões como essa são “muito importantes para fazer uma boa gestão da política educacional e melhorar a educação em nosso estado. É preciso estabelecer permanente diálogo com os profissionais da educação. Nesse caso com as entidades que os representam”.

Uma agenda com o Sind-UTE já está marcada para terça-feira (20). De acordo com a secretária, “a partir da reunião desta segunda-feira estamos estabelecendo um cronograma porque a nossa disposição é estabelecermos uma agenda sistemática de reuniões com o sindicato para que todas as questões relativas aos profissionais possam ser tratadas de maneira sistemática e evitar que os problemas se acentuem”, enfatizou.

Outras reuniões

Na última sexta-feira (9), a secretária Macaé Evaristo recebeu representantes da Associação de Diretores de Escolas Oficiais de Minas Gerais (Adeomg). Entre os representantes presentes estava a presidente da Associação, Ana Maria Belo de Abreu, e uma diretora de escola da rede estadual, Raquel Coutinho Campos. Ela é diretora da Escola Estadual Pedro Aleixo, de Belo Horizonte, e também membro do conselho da Adeomg.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.