Secretário de Defesa Social assina convênio para instalação de câmeras do projeto Olho Vivo

Rômulo Ferraz, ressaltou que os pontos onde estas câmeras serão instaladas já estão identificados pelas polícias, então o processo licitatório se inicia e dentro do prazo estabelecido

O Secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo Ferraz, esteve ontem em Divinópolis, no Teatro Municipal Usina Gravatá, para anunciar medidas em prol da Segurança Pública da cidade. O objetivo principal da sua vinda  foi assinar a documentação para que a implantação de aproximadamente 27 câmeras fosse concretizada. Elas servirão para combater a criminalidade e o alto índice de homicídios. Estavam presentes no encontro, o prefeito Vladimir Azevedo (PSDB); o presidente da Associação Comunitária para assuntos de Segurança Pública (ACASP), José Vitor de Freitas; Deputado Federal Jaime Martins (PR); Deputado Federal Domingos Sávio (PSDB); Deputado Estadual Fabiano Tolentino (PSD); Deputada Estadual Luzia Ferreira (PPS), alguns vereadores, dentre outras autoridades.
Ao ser entrevistado, o secretário falou sobre a previsão para que o projeto Olho Vivo seja concluído. Rômulo Ferraz, afirmou que tem uma licitação global de R$49 milhões que está sendo iniciada agora, sendo que o prazo é de seis a oito meses para o processo todo ser finalizado. Os pontos onde estas 27 câmeras serão instaladas já estão identificados, então o processo licitatório se inicia e acredita-se que no prazo de seis a oito meses essas câmeras já estejam instaladas.
Questionado se há alguns investimentos para o presídio Floramar, já que foi feito o anúncio de uma ampliação que até hoje não saiu do papel, o secretário respondeu que esta ampliação é com recursos do Depen (Departamento Nacional Penitenciário) do Ministério da Justiça. “Há quatro ampliações que são os primeiros projetos do Depen. Nós temos 110 milhões para Minas Gerais que são do Fundo do Departamento de 2 bilhões de reais. Então nós temos projetos na fila que são os primeiros, este de Divinópolis é um deles, então acreditamos que nesse ano de 2013, a ampliação é um processo mais rápido do que a construção. Nós acreditamos que essa ampliação se inicia pelo menos nesse ano de 2013”, disse.
Sobre o aumento das frotas de veículos para as policias do Município, Rômulo Ferraz, deixou claro que o Estado neste ano, com os financiamentos que foram obtidos, está adquirindo 2.500 veículos para a Polícia Militar e a Polícia Civil. Sobretudo a Polícia Civil que passou um período mais longo sem reposição de viaturas ou compra de novas viaturas, ela vai ser bastante contemplada e aqui na região com certeza, inclusive para a patrulha rural, são 165 viaturas que também vai atender Divinópolis.
Conforme o secretário, a construção física do prédio da Região Integrada da Segurança Pública (RISP), que também foi um assunto muito debatido, tem vários sentidos. Primeiro ela confere condições materiais melhores para o funcionamento e atuação das polícias. Ela é fator primordial para estimular a integração da atuação das polícias. “Esse processo da Risp onde houve essa construção unificada como faremos aqui, acelera a atuação integrada trazendo as outras instituições e traz condições materiais que são mais próximas sem prejuízo de outras instalações”, destacou.
Em relação aos médicos legistas, ele disse que tem um concurso aberto para todos os cargos vagos de médicos legistas e peritos e alguns vão ser destinados a Divinópolis. Conforme Ferraz, independente disso, para solucionar até antes do concurso ser concluído, foi acertado com o chefe de Polícia Civil, Dr. Silton Brandão, o estabelecimento de um convênio, principalmente, para resolver o problema do médico legista com as universidades daqui da região que forem possíveis, no sentido de fazer esse trabalho de médico legista para suprir situações que se apresentaram em Divinópolis nos últimos dias.
O prefeito Vladimir Azevedo ao ser entrevistado afirmou que antes desse encontro no Teatro Gravatá participou de uma vídeo conferência para discutir a adesão de Divinópolis ao programa, “Crack é Possível Vencer”, o qual é uma cooperação com o Estado e com o Governo Federal. E que a vinda do secretário trouxe a discussão sobre a Risp, que para Azevedo, Divinópolis avançou muito nesse ponto. “Foi discutido também a recomposição dos quadros da Polícia Civil, da Polícia Militar e a grande questão do dia é uma conquista de uma semente plantada há quase uma década, em que hoje se tem a oportunidade de aderir ao Programa Olho Vivo do Governo do Estado”, enfatizou.
O Chefe Geral da Polícia Civil, Dr. Silton Brandão, abordou que 12 delegados estarão chegando a partir do dia 1º de março e também médicos legistas e peritos e que espera que no segundo semestre também Divinópolis vai estar contando com esses profissionais.
O delegado regional da Polícia Civil de Divinópolis, Dr. Fernando Vilaça, destacou que estas medidas que serão adotadas, tanto a implantação do sistema de monitoramento, quanto à questão de pessoal que será designado para a regional vão ajudar muito nos trabalhos.
Para finalizar o presidente da ACASP, José Vitor, salientou que a presença ilustre do secretário significa um novo olhar para a segurança de Divinópolis. “Para nós da ACASP, representando a comunidade com todos os anseios e reivindicações, é importante dizer que estamos totalmente engajados em contribuir de todas as formas sem medir esforços para reduzir a criminalidade em nosso Município, visto que em nossas reuniões semanais são horas debatendo e tentando descobrir a melhor forma de contribuir com a segurança pública”, encerrou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.