segunda-feira, 7 de Dezembro de 2015 09:03h Atualizado em 7 de Dezembro de 2015 às 09:06h. Jotha Lee

Secretários municipais assinam documento colocando cargos à disposição do prefeito

Vladimir diz que cada caso terá que ser estudado individualmente

O prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) receberá na próxima segunda-feira, um documento assinado pelos secretários municipais, através do qual todos os ocupantes de funções do primeiro escalão colocam seus cargos à disposição. Ontem os secretários e ocupantes de cargos comissionados se reuniram no 13º andar da prefeitura e durante mais de uma hora discutiram a decisão, que foi sugerida pelo Conselho de Acompanhamento Administrativo e Financeiro (CAAF), órgão que atua com rigor no controle interno da prefeitura. Da reunião só não participou, como também não assinou o documento colocando o cargo à disposição do prefeito, o secretário de Governo, Honor Caldas de Faria, que está de licença médica após passar por uma cirurgia cardíaca.
De acordo com o secretário municipal de Fazenda, Antônio Castelo, presidente do CAAF, a medida foi tomada pelo secretariado para dar liberdade ao prefeito de trabalhar com a equipe reduzida a partir do ano que vem. O objetivo do CAAF é cortar mais gastos, para que o prefeito possa ter um reforço de caixa e conseguir fechar as contas em dezembro de 2016, quando vence seu segundo mandato. A Lei de Responsabilidade Fiscal determina que o prefeito não pode deixar dívidas de sua administração para o próximo gestor e, por esse motivo, diante das dificuldades financeiras do município, Vladimir só conseguirá fechar as contas aumentando as medidas de contenção de gastos.
Em entrevista exclusiva ao Gazeta do Oeste, o secretário de Fazenda disse ainda que em 2012, último ano do primeiro mandato, o prefeito Vladimir Azevedo trabalhou com a equipe reduzida. “Como aconteceu em 2012, o CAAF sugeriu e o secretariado aceitou colocar o cargo à disposição, para que o prefeito tenha a liberdade de escolher quem deve continuar na equipe e para que possa trabalhar com a equipe reduzida no último ano desse seu segundo mandato”, explicou. Ainda segundo Castelo, ao colocar os cargos à disposição, o secretariado está dando uma importante contribuição para que o prefeito possa garantir a governabilidade do ponto de vista financeiro no ano que vem.

 

PREFEITO
O vice-prefeito Rodrigo Resende (PDT), titular da Superintendência Usina de Projetos, também participou da reunião do secretariado. Ele também assinou o documento e colocou o cargo na Usina à disposição do prefeito. Ocupantes de outros cargos de primeiro escalão, como procuradores, chefe de gabinete e superintendentes, também assinaram o documento.
Ontem no final do dia, o prefeito Vladimir Azevedo falou por telefone com exclusividade à reportagem do Gazeta do Oeste. No momento da entrevista ele se encontrava na residência do secretário de Governo, Honor Caldas, a quem fazia uma visita para saber do seu estado de saúde. “Eu ainda não fui oficialmente comunicado da decisão do secretariado, mas ainda não há nenhuma decisão tomada. Cada caso terá que ser avaliado individualmente. É preciso analisar os aspectos financeiros, jurídicos e administrativos”, analisou.
O prefeito não adiantou quais os secretários serão afastados do cargo, porém deixou claro que algumas modificações serão feitas na estrutura administrativa do município. O prefeito mostrou-se tranquilo ao falar sobre o assunto e frisou o ponto que vai pesar na decisão. “É preciso analisar com cuidado o impacto político e financeiro, mas isso será feito a partir da semana que vem”, finalizou.


Créditos: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.