Semds ocupa imóvel cotado para abrigar Posto de Saúde

Comunicado feito ano passado divulgava que prédio seria nova sede do Posto de Saúde Central, prefeitura, no entanto, deu outro uso ao local

O imóvel para onde foi transferida recentemente a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semds) havia sido apontado anteriormente para receber as novas instalações do Posto de Saúde Central. Definição saiu do gabinete do deputado, Jaime Martins, em Brasília, com presença de comitiva municipal. Hoje, prefeitura nega que o espaço tivesse destinação fixa.
De acordo com comunicado divulgado na época pela Assessoria de Imprensa do deputado, no dia 27 de novembro, em uma reunião no escritório dele, o vice-prefeito de Divinópolis, Rodrigo Resende, o diretor-executivo do Serviço Social das Estradas de Ferro (Sesef), Jorge Moura, e Jaime assinaram acordo de cessão de um imóvel para onde a unidade de saúde deveria ser transferida. Entretanto, na última segunda-feira, a divisão instalada no local foi a Semds.
Procurado pela reportagem, a posição do Governo Municipal, por meio de sua Assessoria de Comunicação, é de que oficialmente não existia nenhuma obrigação da prefeitura em utilizar o espaço como nova sede do Posto de Saúde, e que esta seria apenas uma das hipóteses consideradas. Segundo a Assessoria, a prefeitura poderia dar ao imóvel o uso que julgasse mais adequado. E que isso foi feito, já que a Semds necessitava de um lugar que favorecesse maior atenção à população nos serviços prestados pela Secretaria.
À época, no entanto, de acordo com o texto, o vice-prefeito disse que o novo Posto Central iria “abarcar toda nossa demanda do Centro, Esplanada, Porto Velho”. E que o imóvel seria “repassado para a Prefeitura com todos os utensílios. Com certeza, esse novo espaço irá garantir mais atenção, conforto e qualidade de atendimento para o povo divinopolitano”.
O texto seguia dizendo que, ao contrário do que afirma a prefeitura, foi assinado um termo de cessão de uso para espaço, nos quais “estão incluídos o uso dos móveis em regime comodato, sendo que as despesas decorrentes do uso do local ficarão por conta da Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis”. Havia ainda entrevistas com Jaime Martins e Jorge Moura, falando sobre os benefícios que o local traria para o serviço de saúde municipal.
O comunicado explicava que o deputado atuou como facilitador do diálogo entre prefeitura e Sesef, cumprindo uma solicitação de ajuda na transferência do Posto de Saúde para o bairro Esplanada. Procurado pela reportagem, ele disse por meio de sua Assessoria que de fato intermediou os contatos. Mas “desconhece a utilização do local para outros fins - nesse caso, a Secretaria de Desenvolvimento”.
Consta no comunicado que estiveram presentes ao encontro em Brasília os vereadores divinopolitanos Marquinho Clementino, Careca da Água Mineral e Edmar Félix. Além do gerente regional do Sesef em Minas Gerais, José Fonseca Santos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.