terça-feira, 22 de Maio de 2012 09:42h Carla Mariela

Semusa apresenta trabalhos desenvolvidos

O pronunciamento aconteceu na última quinta-feira na Casa Legislativa para explicar para a população e vereadores sobre as propostas que já foram desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde

A Reunião Ordinária, que aconteceu na última quinta-feira, às 14hs, no plenário legislativo em Divinópolis, pautou diversos assuntos, entre eles, os projetos que já foram desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), apresentada pela secretária Rosenilce Chérie Mourão, na tribuna livre para os parlamentares e para a população.

De acordo com a secretária, o intuito do seu pronunciamento na tribuna era criar um ambiente para que os parlamentares e a população de Divinópolis tivessem conhecimento do trabalho desenvolvido pela Secretaria nesses três anos. “A proposta do uso da tribuna foi mostrar para os vereadores a cidadãos, o trabalho realizado pela Semusa nesses três anos, e em especial relacionado aos anos anteriores, sem desmerecer os trabalhos dos administradores que nos antecederam, pois com certeza eles trabalharam muito, mas o fato é que nós não podemos deixar de reconhecer que os investimentos que foram feitos tanto na parte de infraestrutura, quanto na parte de produção nas ações, ele foi destacadamente demonstrado através de dados”, ressaltou.
Ainda conforme a secretária de Saúde, é importante que a população saiba que a saúde no Brasil está com problemas, porém, em Divinópolis foram verificados saltos importantes para as devidas melhorias. Mas, embora Chérie fizesse essa afirmação, surgiu o questionamento em relação ao número de pessoas que entram pelas portas do SUS, pois o que se percebe é que cada vez mais as pessoas estão procurando pelo Sistema Único de Saúde. Chérie Mourão, disse que é difícil aplicar esse fato somente em uma única causa. “Logicamente isso está relacionado com a forma de organizar a unidade de saúde, a forma de oferecer a agenda dos serviços, a forma de se acolher essas pessoas, eu acho que é um conjunto de fatores que fazem com que isso aconteça, inclusive, com a forma de se ordenar os registros, tudo isso faz a diferença”, afirmou.

Em relação ao ponto mais drástico da saúde hoje, Chérie relatou que essa questão se deve a um problema diário que é a fila de espera para internação hospitalar. “Isso tem sido um dos problemas mais pesados que temos que enfrentar porque a pessoa que chega numa condição de necessitar da internação hospitalar, ela não pode esperar e realmente o que nós tentamos fazer são esforços dobrados e redobrados para tentar dar uma resposta para isso. Hoje, infelizmente a alternativa que nós temos é acolher essa pessoa na nossa unidade de pronto atendimento que é conhecido como pronto socorro, mas na verdade ele é só uma UPA, um pronto atendimento. Nós temos ali vários pacientes internados, mas ali não é local para eles, o correto é eles estarem dentro de um hospital, mas o que nos suporta e o que nos faz conseguir levar isso em frente e não jogar a toalha pode-se dizer assim, é porque nós vemos uma perspectiva real de que a solução está a caminho, e que a ampliação de leitos hospitalares com o nosso tão sonhado hospital público, que se tudo correr bem, como planejamos, no início do ano que vem ele será inaugurado com a obra concluída”, frisou.

Chérie Mourão finalizou a entrevista abordando como está a situação da Unidade de Reabilitação (UNIR). “O São João de Deus nos comunicou oficialmente que a partir do dia 02 de junho, ele não será mais prestador do serviço de reabilitação e nós já estamos em processo de preparação para assumirmos o serviço ali. Nós devemos marcar uma data de reinauguração e logicamente ali também terá outro nome. Nós vamos sim reassumir aquele serviço. A partir de hoje já fizemos o edital para a abertura do processo seletivo para os profissionais, e vai até o dia 24 de maio. Enfermeiras, fisioterapeutas, assistentes sociais, médicos, que estiverem interessados podem se dirigir a Secretaria de Saúde levando o seu currículo e fazendo a sua inscrição”, finalizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.